8/21/2006

MARQUINHOS


Floriano sempre revelou bons goleiros. No passado, por exemplo, poderíamos citar inúmeros craques da camisa número um, tipo Pompéia, Bucar, seu Nelson, Galo Mago, Veludo, Chico Cobra Preta, Guiné, Careca, João Martins, Joaquim José e outros que não me vêm à memória e que fechavam o gol.
No entanto, mais recentemente, o futebol florianense revelou um goleiro moderno, atento e que naturalmente inspirara-se nessa velha guarda e romântica, criando o seu próprio estilo. Trata-se do nosso amigo marquinhos, filho do senhor Nelson da rua Sete (antigo goleiro do Ferroviário nos anos cinquenta).
Marquinhos, quando começou em Floriano, arrebentou em todos os times em que atuou, inclusive no futebol de salão. Os times de Teresina o requisitaram e brilhou também na elite do futebol de Teresina.
Campeão de vários campeonatos e torneios, Marquinhos consagrou-se no Cori-Sabbá, Auto Esporte, River e em todos eles mostrou sua elegância e suas voadas milagrosas, que o colocou na história do futebol piauiense.
Marquinhos fez parte, também, do time do Cori-Sabbá (foto), campeão piauiense do ano de 1995, título inédito para o futebol profissional de Floriano.
Hoje, como funcionário da Caixa Econômica em Teresina, Marquinhos ainda tem tempo para ensinar, praticar e reviver os bons tempos junto aos amigos.

Um comentário:

Anônimo disse...

uma pequena correção apenas: o cori foi campeão no ano de 1995.