4/27/2008

JASMINA BUCAR, A MATRICARCA


Com o vestido sem decote azul até os pés e jóias de ouro adornando pescoço, orelhas e braços, a "matriarca da família Bucar" tocava os negócios de casa. "Nem ao banheiro a senhora vai sem ouro pendurado", dizia o filho. Ela respondia lacônica. "Não se meta, pois uso essas jóias quando e onde quiser."

Assim era a Jasmina Bucar, filha de um dos primeiros árabes a pisar em São Luís, onde ela nasceu. Foi morar em Floriano (PI), seguindo a indústria de sapatos do pai. Chegou a fazer o curso para professora. Mas casou aos 17, com Arudá Bucar.

Foi dela a decisão de comprar o laboratório que faria dos Bucar "uma das grandes famílias do Piauí". Que ela administrara sozinha, negócio e família, até 2007. "Só quem falava alto era ela". E ai dos 12 filhos, 29 netos e 48 bisnetos se a vissem sem pedir bênção. "Ela criou tudo na palmatória, seis bolos na mão." Mas esquecia quem era quem e tinha que checar na "relação", um papel com os nomes da família, sempre que queria ralhar.

Sempre com uma das mais de 40 bolsas que guardava em seu quarto -na casa da filha solteira com quem morava-, "onde chegava, abria a bolsa e tirava um leque, dos 20 ou 30 que tinha."

No quarto tinha a rede do falecido, onde volta e meia dormia, e o altar coberto de imagens -era devota de Santa Terezinha, frente à qual passava tardes inteiras fazendo crochê, sem óculos. Quando morreu de infarto na quarta, aos 90, tinha cumprido a promessa. "Dizia que nunca vestiria calça comprida enquanto vivesse".

Fonte: cabeçadecuia.com

3 comentários:

Moraes disse...

Que grande alegria ver estampado na materia a foto e a historia de uma grande mulher. Falar de Dna. Jasmina é mexer com o meu emocional, pois eu a conheci muito bem e posso escrever sem medo de errar. Sábia,poderosa, bonita e inteligente, é muito pouco para esta Senhora que deixou muitas saudades. Um grande abraço a todos os seus familiares.
Jodelci Moraes de Souza -Sao Paulo.

Salomão disse...

Realmente é uma perda irreparável.
A comunidade árabe está consternada com a perda de uma das fundadoras de Floriano. Mulher forte, firme e de valores e tradições sólidos... Espero em Deus seu repouso, vovó Jasmina...

José Alves Reis da Silva disse...

Brasília,DF, em 30 de abril de 2008
À Família B U C A R,

FLORIANO - PIAUÍ

A D. JASMINA foi uma grande administradora da Família BUCAR. O Seu ARUDÁ BUCAR, foi um dos grandes empresários e homem de visão futura, e deixou a sua marca do progresso em nossa querida Cidade. Lá pela Década de 1960, tive a honra de trabalhar com esse GRANDE HOMEM, que foi Seu ARUDÁ BUCAR. A toda Família B U C A R, os nossos profundos pela passagem da D. JASMINA para a Eternidade.
Respeitosamente,
JOSÉ SILVA
BRASÍLIA - D F