11/23/2017

Retratos de Floriano

TRAVESSIAS



Flagrante dos tempos das canoas à vela, quando ainda se disputava as Regatas de Julho. Época romântica, que os anos não trazem mais.

Hoje, as disputas estão mais acirradas, modernas e o Cais do Porto com seus novos sons de tirar o sono: axé, forró eletrônico e a multidão buscando espaço para brincar o novo carnaval.

Aquelas travessias eram livres, poéticas e românticas. Atravessava-se a nado até a praia do Barão numa boa, onde mostrávamos toda a nossa foba. Foram tempos bons, mas que agora teremos que enfrentar e buscar uma nova realidade e com um final feliz.

11/22/2017

Retratos de Floriano

NOVO BAR SERTÃ

Estivemos, num desses natais aconchegantes, em nossa velha terra, onde conseguimos reencontrar vários amigos do passado romântico.

Carlos Pechincha, Teodoro Sobral, Zé Afonso Amorim, Gilberto, Pauloinho, João Filho, Luiz Carvalho, Zé Alberto e muitos outros companheiros de outrora.

O mais interessante foi encontrar inaugurado o novo bar Sertã, que tem o comando do nosso amigo Calixto ( na foto comigo ).

Esse novo point cultural da Princesa do Sul veio trazer de volta o velho, mas atual charme, que nos faz reportar aos tempos antigos. Esperamos que no carnaval possamos cruzar com os mais saudosistas florianenses para colocar o papo em dia.

O novo bar Sertã poderá representar uma nova maneira de se curtir Floriano, mas precisamos exaltar que seria de suma importância mantê-lo sempre elegante, limpo e com o atendimento sempre vip.

11/21/2017

LANÇAMENTO DA COLEÇÃO FLORIANENSES EM TERESINA FOI UM SUCESSO

A Fundação Floriano clube ontem, dia 20 de novembro, o evento de lançamento do Volume 6 da Coleção FLORIANENSES em Teresina.






A Coleção Florianenses, neste volume, destaca 29 personalidades e têm suas biografias contadas. Local: Casa do Churrasco, as 20 Horas. Igualmente aos demais lançamentos, a colônia teresinense marcou presença e com a presença de parentes de vários homenageados nessa edição.


Neste volume estão sendo homenageados Ondina Silva, Maria isaura Silva, Júlia Silva, João Clímaco da Silva, Agrônomo Parentes, Edison Araújo, Agostinho Reis, Raimundo Araújo, Gabriel Kalume, Michel Demes, Gilberto Martins, Hélio Martins, Naila Bucar, Osvaldo marcello, Antonio Segundo, Geraldo Teles, Geni Barbosa, Antonio sobrinho e ainda Pindaro Castelo Branco, Clovis Ramos, Nelson Oliveira, Vilmar Oliveira, maria do Carmo Drumond, Iracema Atem, pastor Freitas, José Clementino, Dulce clementino (Jannete) e Bruno dos Santos.

11/20/2017

Lançamento Coleção FLORIANENSES, Volume 6 em Teresina

A Fundação Floriano clube lançará, dia 20 de novembro, o evento de lançamento do Volume 6 da Coleção FLORIANENSES.

A Coleção Florianenses, neste volume, destaca 29 personalidades e têm suas biografias contadas. Local: Casa do Churrasco, as 20 Horas. Igualmente aos demais lançamentos, será um excelente encontro da Colonia Florianense em Teresina. Uma boa oportunidade para reencontrar velhos amigos e conhecer a história do passado da cidade de Floriano.


Neste volume estão sendo homenageados Ondina Silva, Maria isaura Silva, Júlia Silva, João Clímaco da Silva, Agrônomo Parentes, Edison Araújo, Agostinho Reis, Raimundo Araújo, Gabriel Kalume, Michel Demes, Gilberto Martins, Hélio Martins, Naila Bucar, Osvaldo marcello, Antonio Segundo, Geraldo Teles, Geni Barbosa, Antonio sobrinho e ainda Pindaro Castelo Branco, Clovis Ramos, Nelson Oliveira, Vilmar Oliveira, maria do Carmo Drumond, Iracema Atem, pastor Freitas, José Clementino, Dulce clementino (Jannete) e Bruno dos Santos.

11/18/2017

Retratos de Poesia


Fala, poeta, pra os teus amores; sem mágoas nem dissabores; que a vida, a felicidade são como as flores!

11/17/2017

FLO está entre as cidades aptas ao cartão reforma, prazo termina domingo

Fonte: piauinoticias.com

O programa Cartão Reforma, do Ministério das Cidades , recebe inscrições até as 24 horas deste domingo (19). Estão aptos para participarem do programa, nesta primeira fase, 1923 municípios brasileiros. No Piauí, são 59 municípios. O secretário nacional do saneamento ambiental, Henrique Pires, alerta para a importância do programa e para que os municípios não percam o prazo. "O o objetivo agora é atingir os municípios em que o déficit habitacional sejam expressivos e as prefeituras interessadas devem iniciar o mais rápido possível o seu cadastro", afirma.

A adesão e a prestação de contas do programa é totalmente eletrônica, realizada por meio do Sistema de Gestão do Cartão Reforma – SisReforma, disponível no portal www.cartaoreforma.cidades.gov.br. Para realizar o cadastro as prefeituras devem destacar seus representantes legais e o órgão que ficará responsável pela execução do programa no município. "Elas devem preencher o formulário com dados referentes aos polígonos urbanísticos, características das áreas, documentação sobre a situação fundiária e capacidade institucional das prefeituras. No Piauí temos cidades como Gilbués onde 65 famílias, Parnaíba tem 480 e Campo Maior tem 270 famílias com direito a serem beneficiadas", explica.

O Programa Cartão Reforma possibilitará a famílias com renda mensal de até R$ 2.811 a compra de materiais de construção para obras em residências, desde que esta esteja em área regular ou passível de regularização e que o beneficiário seja dono de um único imóvel. Como contrapartida, a execução da mão de obra é de responsabilidade dos beneficiários. As famílias poderão receber crédito de entre R$ 2 mil e R$ 9 mil de acordo com a renda familiar.

Às famílias beneficiadas, será oferecida assistência técnica para acompanhamento e controle das obras de melhoria. Até 15% do benefício será repassado aos estados, Distrito Federal e municípios para contratarem profissionais da área de construção civil (engenheiros, arquitetos e mestres de obras) e de assistência social para dar suporte aos beneficiários durante a execução da obra. Os gestores públicos serão responsáveis pela coordenação do Programa a nível local.

A melhoria da moradia está diretamente ligada à qualidade de vida da população, além de movimentar a economia nas regiões. As propostas serão enviadas pelas prefeituras, que ficarão a cargo de selecionarem as áreas, definidas em polígonos geográficos, que poderão receber o benefício. Uma pré-seleção já definiu os municípios que poderão participar da 1ª etapa do Programa e os seus respectivos limites financeiros baseados no déficit habitacional qualitativo. "Dando prioridade aos municípios com maior carência de melhoria habitacional nos seguintes componentes: adensamento excessivo, ausência de banheiro exclusivo e ausência de esgotamento sanitário, apurados pelo IBGE no CENSO 2010", acrescenta Henrique Pires.

Os cadastros serão avaliados e pontuados de acordo com a situação socioeconômica da família e o grau de necessidade de melhorias das habitações. Terão prioridade famílias com menor renda familiar, com pessoas idosas ou com deficiência; e famílias cujo responsável seja mulher. Famílias interessadas em participar devem se inscrever diretamente na Prefeitura, Governo do Distrito Federal ou Governo Estadual, em sistema eletrônico.

O beneficiário contemplado receberá o Cartão Reforma via Correios na residência cadastrada. Para utilizá-lo, basta comparecer a alguma loja do ramo credenciada no Portal do Programa. O Cartão terá validade de 12 meses.

O valor concedido para utilização do benefício será parcelado e poderá ser utilizado no prazo de 60 dias. As parcelas ficam disponíveis após ser comprovada a correta aplicação dos recursos. Encerrando o prazo, o Cartão expira. "A ideia é atender algo em torno de 85 a 100 mil unidades residenciais", como explico o ex-ministro Bruno Araújo a época de lançamento do programa.


MUNICÍPIOS DO PIAUI APTOS AO BENEFÍCIO DO CARTÃO REFORMA
1. AGUA BRANCA
2. ALTO LONGÁ
3. ALTOS
4. AMARANTE
5. ANGICAL DO PIAUI
6. ANISIO DE ABREU
7. ASSUNÇÃO DO PIAUI
8. AVELINO LOPES
9. BAIXA GRANDE DO RIBEIRO
10. BARROS
11. BATALHA
12. BOM JESUS
13. BURITI DOS LOPES
14. CAMPO MAIOR
15. CANTO DO BURITI
16. CAPITÃO DE CAMPOS
17. CASTELO DO PIAUI
18. COCAL
19. COLONIA DOS GURGUEIA
20. CORRENTE
21. CRISTINO CASTRO
22. CURIMATÁ
23. DEMERVAL LOBAL
24. ELESBAO VELOSO
25. ESPERANTINA
26. FLORIANO
27. GILBUES
28. GUADALUPE
29. ILHA GRANDE
30. INHUMA
31. IPIRANGA DO PIAUI
32. ITAUEIRA
33. JAICOS
34. JOSE DE FREITAS
35. LANDI SALES
36. LUIS CORREA
37. LUZILANIA
38. MARCOLANDIA
39. MIGUE ALVES
40. NAZARÉ DO PAUÍ
41. OEIRAS
42. PALMEIRAIS
43. PARNAGUÁ
44. PARNAÍBA
45. PAULISTANA
46. PEDRO II
47. PICOS
48. PIMENTEIRAS
49. PIRACURUCA
50. PIRIPIRI
51. REGENERAÇÃO
52. SÃO JOÃO DO PIAUÍ
53. SÃO MIGUEL DO TAPUIO
54. SÃO PEDRO DO PIAUÍ
55. SÃO RAIMUNDO NONATO
56. TERESINA
57. UNIÃO
58. URUÇUÍ
59. VALENÇA DO PIAUÍ

11/16/2017

Lançamento da Coleção FLORIANENSES, Volume 6, em Teresina

A Fundação Floriano clube lançará, dia 20 de novembro, o evento de lançamento do Volume 6 da Coleção FLORIANENSES.

A Coleção Florianenses, neste volume, destaca 29 personalidades e têm suas biografias contadas. Local: Casa do Churrasco, as 20 Horas. Igualmente aos demais lançamentos, será um excelente encontro da Colonia Florianense em Teresina. Uma boa oportunidade para reencontrar velhos amigos e conhecer a história do passado da cidade de Floriano.


Neste volume estão sendo homenageados Ondina Silva, Maria isaura Silva, Júlia Silva, João Clímaco da Silva, Agrônomo Parentes, Edison Araújo, Agostinho Reis, Raimundo Araújo, Gabriel Kalume, Michel Demes, Gilberto Martins, Hélio Martins, Naila Bucar, Osvaldo marcello, Antonio Segundo, Geraldo Teles, Geni Barbosa, Antonio sobrinho e ainda Pindaro Castelo Branco, Clovis Ramos, Nelson Oliveira, Vilmar Oliveira, maria do Carmo Drumond, Iracema Atem, pastor Freitas, José Clementino, Dulce clementino (Jannete) e Bruno dos Santos.

11/14/2017

Dadá Coelho causa polêmica ao fazer comentário homofóbico à igreja de Floriano

comediante Dadá Coelho voltou a causar polêmica em sua terra natal. Em uma postagem no seu Instagram datado da última sexta-feira (10), a florianense fez uma troca proposital nas letras da fachada da Igreja Presbiteriana, localizada no bairro Cancela, onde posou para uma fotografia. 
Dadá Coelho


Ao substituir a palavra Presbiteriana por “Lesbiteriana” no post, a comediante provocou a ira nas redes sociais pelo comentário considerado homofobico contra a igreja de Floriano. 

“Minhas origens na igreja Lesbiteriana! Deu é amor. Você pode cobiçar a mulher do próximo e a do distante também”,
 escreveu ela na legenda.

Logo após a postagem, que se espalhou pelas redes sociais, centenas de pessoas criticaram a atitude de Dadá Coelho, exigindo o devido respeito ao templo e à religião dos presbiterianos.

Outros internautas, entretanto, acharam graça e defenderam a publicação da comediante como mais uma de suas hilárias brincadeiras.

Fonte: florianonews.com

11/13/2017

AFRICA BRASIL 2017

O ÁFRICA BRASIL - V ENCONTRO INTERNACIONAL DE LITERATURAS, HISTÓRIAS E CULTURAS AFRO-BRASILEIRAS E AFRICANAS DA UESPI; I ENCONTRO INTERNACIONAL DE CULTURAS AFRODESCENDENTES E INDÍGENAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE; VII COLÓQUIO DE LITERATURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA e IV SALÃO DO LIVRO UNIVERSITÁRIO DA UESPI a se realizarem nos dias 22, 23 e 24 de novembro de 2017, na Universidade Estadual do Piauí, Campus Poeta Torquato Neto, Teresina, Piauí, Brasil, proporcionarão momentos de reflexão sobre narrativas e cidadania, no âmbito dos estudos interdisciplinares no que tange às áreas de literatura, cultura e história. 

O contexto acadêmico, social e político brasileiro atual clama por reorientações teórico-reflexivas, a fim de enfrentarmos os entraves que se apresentam, em razão das imposições de novos modelos educacionais. Com as novas medidas que se anunciam como retrocessos, por exemplo, na exclusão da disciplina História no ensino brasileiro, se opor ao desmantelamento das áreas de humanas, reativando a importância do estudo da história e da cultura africana, afro-brasileira e indígena. 
O ÁFRICA BRASIL 2017 se justifica pela necessidade de discussão e reflexão diante das novas demandas educacionais, levando em conta a legislação vigente, a saber: a Lei de Diretrizes e Base de Educação Brasileira – LDB/9.394/96, nos Artigos 26-A e 79-B, alterada pelas Leis Federais 10.639/03 e 11.645/2008. A Lei Nº 10.639, de 09 de janeiro de 2003, ato promulgado pela Presidência da República do Brasil. 
O ÁFRICA BRASIL 2017, Narrativas e Cidadania, projeta a importância dos estudos literários, uma vez que narrativizar o mundo é próprio dos(as) literatos (as), historiadores (as), contadores (as) de história e demais sujeitos, na esteira de Homi Bhabha, Gayatri Spivak, Achile Mbembe, Kwame Anthony Appiah, Valentim Yves Mudimbe, Jan Vansina, Joseph Ki-Berbo, A. Hampaté Bá, Carlos Moore, Kabengele Munanga, Angela Davis, Lélia Gonzales, Sueli Carneiro, Eduardo de Assis Duarte, Cuti, Conceição Evaristo, Elio Ferreira e tantos outros (as) teóricos (as) e/ ou pesquisadores (as) africanos (as) e afro-brasileiros (as).
Prof. Dr. Elio Ferreira de Souza

11/07/2017

Retratos do nosso futebol

C. de R. Brasil

O Estádio Mário Bezerra sempre foi palco de grandes jogos, dentro do contexto romântico do nosso futebol. Os desportistas, à época, viviam um momento lírico, que desencadeou todo uma filarmônica na alegria e no baile que os nossos craques faziam dentro de campo.

No campo dos artistas, no Tiberão, no Ferroviário e em todos os campos da nossa periferia funcionava um atendimento, uma prática natural do nosso desporto. Nas escolas havia a Semana do Esporte, comandada por Rafael Ribeiro Gonçalves e toda uma infraestrutura para essa prática.

Atualmente, vivemos um momento crítico, onde há somente um consumo desenfreado de atividades que deixam a nossa juventude à marge. Para recuperar toda essa filosofia do passado, será preciso tirarmos leite de pedra. A sociedade tem que buscar novas práticas.

Mas quem vi dar o pontapé inicial?