4/26/2010

RETRATOS



Esse time aí ( foto ) me parece mais o time do Náutico da rua Sete, jogando do estádio Mário Bezerra, naqueles acirrados campeonatos orientados pelo mestre Pompéia na década de setenta.

À época, havia emoções fortes na trajetória lírica de nosso futebol, quando tudo era simples e se praticava um esporte voltado para a pura diversão e entretenimento.

Podemos reconhecer, nessa figura antiga, o Amaral ( filho de Luiz Sansão ), Boião, o dirigente Adeval Pereira, o Pinguim, Roberto Holanda, o zagueiro Teodoro, Buema, Raimundo Galeria e os meninos querendo chupar picolé.

Época romântica, onde havia sinceridade, oportunidade e falta de grana, mas se construía uma vida de luta, perseverança e muita vontade de vencer as adversidades que a vida implacavelmente nos colocava à prova para seguir em frente.

Nenhum comentário: