3/13/2007

CHEGA DE SAUDADE, VIRGULA



Nada disso: não podemos deixar que a nossa história seja desprezada dessa forma ou que morra afogada. É certo que temos que preservar o meio ambiente, mas há de fato alguma maneira de mudarmos essa realidade, agora.

A comunidade, nesse momento, precisa atuar junto aos órgãos competentes, no sentido de estabelecer e buscar critérios justos para a manutenção de nossa cultura e, a partir daí, buscar uma solução para o caso.

Quanto à população ribeirinha, tudo bem, a prefeitura tem a gestão de atuar firme e planejar a sua remoção imediata - e inteligente - proporcionando para essa nossa gente um lugar especial para morar.

O Flutuante, também, precisa permanecer vivo; alguém há de encontrar uma maneira eficaz, apresentando um estudo para manter o nosso saudosismo e a referência de muitos carnavais.

Chega de omissão!

Foto:
www.noticiasdefloriano.com.br

Um comentário:

Anônimo disse...

Janclerques,
Ao ser indicado um Relatório de Impacto Ambiental para o Flutuante de Floriano, no meu entendimento foi mostrado o caminho para a solução do problema. No RIMA deve ser mostrado a poluição causada pelo Restaurante ao Rio. As medidas mitigadoras que deverão ser discutidas e adotadas para minimizar ou suprimir os impactos. No meu entender é por aí.Creio que um projeto para manejo dos efluentes poluidores que são despejados no RIO vá levar à uma saída pra questão. É necessário que devemos cuidar da nossa água, se não agirmos e lutarmos pela sua preservação, os nossos bisnetos sofrerão.