4/11/2009

FELIZ PÁSCOA!


A quaresma é o período de 40 dias que começa na Quarta-feira de Cinzas e antecede à Páscoa. Para os cristãos, representa um momento de de sua conduta, recordando os 40 dias que Jesus jejuou no deserto. Começa depois do Carnaval.

A data da Páscoa é móvel, pois é celebrada na primeira lua cheia depois da entrada do outono (no hemisfério sul) ou da primavera (no hemisfério norte). É o primeiro domingo de lua cheia após o equinócio, mas a data da Lua Cheia não é a real e sim a definida pelas Tabelas Eclesiásticas.

A Semana Santa começa no Domingos de Ramos, que é o domingo anterior ao da Páscoa. Na Igreja há a leitura da entrada de Jesus em Jerusalém para comemorar a Páscoa dos Judeus: o Pessach. Simbolizando a data, são benzidos ramos de oliveiras e palmeiras e os fiéis são convidados a pensar sobre o sofrimento de Cristo em seu caminho para o Calvário.

Na Quinta-feira Santa há a celebração da Ceia do Senhor, onde é instituída a Eucaristia. Há ainda a cerimônia do Lava-Pés, que representa uma lição de humildade pois, ao lavar os pés de seus discípulos, Jesus mostra que o centro da missão cristã é o serviço.

A Sexta-feira é reservada para silêncio e reflexão: o dia em que Jesus morreu na cruz por nós. Lê se o relato da paixão, comunga-se as hóstias consagradas na noite anterior e faz-se procissões Via-Sacra com 15 estações. Os católicos ficam sem comer carne vermelha.

Ao meio-dia de Sábado, há a “malhação” do Judas devido a sua traição à Jesus.
A noite do Sábado é chamada de Sábado de Aleluia ou Vigília Pascal. Os cristãos aguardam a ressurreição de Cristo.

Domingo é a Páscoa. Muitas das tradições ligadas à Páscoa originaram-se das festas pagãs, celebrando a chegada da primavera. Outras vêm da celebração do Pessach, a Páscoa judaica que comemora a saída dos judeus do Egito conduzidos por Moisés durante o reinado do faraó Ramsés II, representando a passagem da escravidão para a liberdade.

Para os cristãos, simboliza a ressurreição de Jesus Cristo.

Nenhum comentário: