5/11/2016

Comércio de FLO desemprega mais de 160 pessoas a cada mês

Fonte: piauinoticias.comPDFImprimirE-mail

Com a queda na economia do País, a situação em Floriano, não é diferente das demais partes do Brasil e, vem se tornando cada dia mais preocupante. As empresas estão procurando diminuir gastos para poder controlar as suas contas e se manterem no mercado e, com isso, partem para as demissões dos seus colaboradores.

toinho098
Toinho Preocupado

Com a queda no número de empregados crescente a cada dia, o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Floriano-PI, líder Antonio José de Sousa, faz um apelo. Ele pede que os empresários tenham um pouco mais de cautela, que analisem bem antes de despedir uma pessoa, pois a maioria dos que estão sendo demitidos são chefes de família.

Segundo Toinho (imagem), de Janeiro a março deste ano foram mais de 500 demissões no comércio florianense, ou seja, uma média de 166,6 pessoas por mês, sendo que no mesmo período houve admissões só que numa escala bem menor, que não chegaram a 200 profissionais.

 “As demissões superaram o número de pessoas que estão sendo admitidas”, enaltece.

Os dados repassados pelo líder Sindical Antonio José de Sousa foram coletados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que mostra os números de todo o Pais.

“O número de demissões no comércio de Floriano surpreendeu a gente, não esperávamos que a cidade tivesse essa quantidade de pessoas demitidas dos seus locais de trabalho. O que temos ouvido pela classe empresarial é que estarão demitindo ainda mais. 

É preocupante a situação, pois são pais de famílias que estão perdendo o trabalho e não tem para onde ir. Que os empresários olhem pelo lado humano que segurem um pouco mais, pois a coisa pode piorar ainda mais para os demitidos. Que optem por outros gastos e que deixem esses trabalhadores nas suas funções”, apela.

Nenhum comentário: