10/28/2015

RETRATOS


Comércio Esporte Clube
De pé: Gilberto e CHIQUINHO;
Sentados: Gonzaga, Prof Vilmar e Nelson Oliveira e César Augusto
CHIQUINHO, simplesmente CRAQUE!!!!

Colaboração - Cesar Sobrinho

A década de 1960 foi marcada com momentos extraordinários, período da construção da Barragem Boa Esperança em Guadalupe-PI, a Jovem Guarda despertou a juventude, surgindo com isso uma verdadeira descoberta de valores, principalmente na área artística, bandas, cantores etc.

Mas nada comparado ao o celeiro de craques do futebol de campo e futsal que surgiram na Princesa do Sul!

CHIQUINHO, Jolimar, Bolo Doce, Cléber, Gonzaga, Pedro Taboqueiro, Luiz 
Orlando, Janjão, Puluca, Chapéu, Selvu, Soleta, Lucimar, Zeca Futuca, Abdon, Manoel Antônio, João Martins, Brahim, Bebeto, Petrônio, Siqueira e outras feras.

Os craques levavam grandes torcidas aos campos dos Artistas e do Ferroviário, quem assistiu jamais esquecerá!

"Vi de perto uma linda jogada do RENO de Zé Amâncio no campo do Ferroviário, Pedro Taboqueiro lançou Chiquinho na direita do ataque, sem a " pelota" cair no chão deu uma bela "caneta" no lateral, driblou dois adversários, isso tudo em alta velocidade e numa arrancada que era o seu forte, foi a linha de fundo e cruzou para o centroavante Jolimar entre dois zagueiros ao dominar no peito os enganou e preparou a bola para o pé canhoto, saiu um petardo no ângulo, vazou a rede e explodiu no muro, um golaço, eram bons de Bola mesmo". Narrou João de Deus, grande amigo de CHIQUINHO e Jolimar (inclusive serviram o Exército juntos), bela lembrança!

Porque a maioria dos craques foram para outros rincões?

Diversos fatores influíram!

1. A Barragem da Boa Esperança, foi inaugurada, o dinheiro deixou de circular;

2. Brasília em expansão;

3. São Paulo, crescendo e precisando de mão de obra, principalmente pessoal das gráficas;

4. A juventude partiu para estudar nas cidades: Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Fortaleza, Teresina, Campina Grande, João Pessoa e Brasil a fora;

Com um detalhe, aonde os craques de Floriano chegavam, adivinham!? 

Era sucesso absoluto!

Floriano sofreu!

Um comentário:

apolinario(puluca) disse...


Parabens ao cesar sobrinho sobre a reportagem "Retratos", falou e disse tudo dos bons tempos do futebol, cultura da decada de "60", os atletas citados realmente eram craques de primeira linha, que se tivesse tido oportunidades no futebol do sul e sudeste não tinha pra ninguem.Eram muito bons mesmo. Parabens cara!


abraço em todos

puluca(irmao do chiquinho(falecido recentemente) e janjão