5/20/2014

Banda piauiense promove o maior tributo da América do Sul

Eles não são apenas mais uma banda de rock. Cojobas, um nome que virou ícone musical piauiense. Formada por oito músicos apaixonados por rock, está nos palcos há mais de doze anos. Seus shows, geralmente apenas dois por ano, tem ingressos esgotados e repercutem principalmente através de propaganda espontânea de seus admiradores, que são uma legião.


O grupo de nome incomum tem em sua formação atual: Ostiga Jr, Marcelo Leonardo, Marco Pires, Junior B, Fábio Fortes, Mário Pinheiro, Vinícius Bean e Cláudio Hammer. Sempre lembrada pelos shows caprichosos, traz a cada apresentação um espetáculo visual, sonoro e técnico, pouco visto em produções locais.

Próximo dia 31, a Cojobas apresenta seu novo show no Theresina Hall, "Another Brick in the Hall", um tributo ao grupo Pink Floyd. O que diferencia esse novo projeto é o formato e grandiosidade. Serão toneladas de equipamentos de som e luz, um cenário maior e com mais elementos em cena e também para um enorme público. São esperadas mais de quatro mil pessoas, que coloca o evento como o maior tributo ao Pink Floyd da América do Sul. "Será uma experiência emocionante. Teremos um dos maiores tributos já produzidos ao Pink Floyd na América Latina. Esse show vai ser histórico", explica Marcelo Leonardo.

No repertório, clássicos do Pink Floyd como Time, Money, Comfortably Numb, Hey You e claro, a canção que dá nome ao show, Another Brick in the Wall. Serão 26 músicas. Entram também sucessos dos álbuns: Animals, Dark Side of the Moon, Wish You Were Here, Meddle e Momentary Laps of Reason.

O nome do show é um trocadilho com uma das famosas músicas da banda inglesa, Anoter Brick in the Wall, que ganhou o “Hall” em alusão ao local do evento.

SOBRE A COJOBAS

Em 2008, eles apresentaram "Echoes - Cojobas plays Pink Floyd", uma superprodução a nível regional. No mesmo ano, o show "Cojobas plays The Beatles" estabeleu novos limites à banda, que trouxe uma emocionante homenagem ao quarteto inglês.

Tocando Beatles, Pink Floyd, U2 e outros clássicos do rock, a Cojobas seguiu em ascensão, conquistando mais fãs e seguidores. Em 2011, eles dividiram o palco com a Orquestra Sinfônica de Teresina, no adro da Igreja São Benedito. Uma produção audaciosa e inédita para os padrões piauienses. Em 2012, comemoraram dez anos de carreira com "Cojobas ano 10 - The Dark Side of the Moon & Classics”.

David Carvalho
Assessoria de imprensa
(86).9935.5752

Nenhum comentário: