11/29/2013

PROGRAMAÇÃO FLORART

DIA 29/11/2013 – Clube da AGESPISA 20hs.

Bairros: Viazul, Alto da Guia, Santa Rita e Princesinha.

Entrada Franca

Música: Ariane Coutinho – Abertura musical (30’)

Poesia: Edilberto Rodrigues

Música: Ulises Rodrigues e Ramon

01 – João de Barro ( Maria Gadu)

02 – Faz Chover (Fernandinho)

03 – Tu es Maior ( David Sacer)

04 – Só dar Você ( Ulises Rodrigues)

Dança: Associação Brincantes do Folclore Nordestino

Damas da Noite

Poesia: Hebert Custodio

Teatro: Fatima Marques e Carmem Costa

Comédia – Eu Gosto e Pronto

Poesia: Inacia Maria

Música: Nonatinho – Violão Classico

01 -Partita BWV 997 (J.S. Bach)

02 -La Catedral (Agustin Barrios Mangore)

03-Tico-tico no Fubá (Zequinha de Abreu)

04-Tempo de Criança (Dilermano Reis)

Poesia: Josevan Feitosa

Música: Junior Miranda

01- Strani Amore (Laura Pausine)

02- Lasolitude (Laura Pausine)

03- Seguindo no Trem Azul (Roupa Nova)

04- Soube que me amava (Aline Barros)

Poesia: João Raimundo Santos

Música: Ilma Vanda do Carmo Moura

01 – A Tempo (Legião Urbana)

02 – Menina Veneno (Ritchie)

03 – Adivinha o Que (Lulu Santos)

04 – Ainda é Cedo (Legião Urbana)

05 –Rio São Francisco ( Jorge de Altino)

Barracas com comidas típicas

Artesanato

Contatos:

Cícero da Silva – (89) 9976-4112

Paraguassú – (89) 3522-1114/1292 Cel.9925-4882

11/25/2013

CONVITE

A Biblioteca Da Costa e Silva e o Espaço Cultural Christino Castro convidam alunos, professores, acadêmicos, literatos, poetas e toda comunidade florianense para participar da palestra "VIDA E OBRA DE DA COSTA E SILVA" com o Dr. Francisco Almeida (Dr. Tatá) - o maior estudioso e divulgador da obra do nosso "Príncipe dos Poetas" piauienses, Da Costa e Silva. Será dia 26/11 (terça-feira) , às 19:30 hs, no Espaço Cultural Christino Castro à Av. Eurípedes de Aguiar 440 - Centro - Floriano - Piauí. 
Contamos com sua presença!

11/19/2013

PRODUÇÃO DO MONÓLOGO VESTÍGIOS REALIZA ÚLTIMOS ENSAIOS



São realizados últimos ensaios para grande estreia do monologo Vestígios .

A apresentação será realizada no Teatro Maria Bonitas durante os dias 30 de novembro e 01 de dezembro sempre ás 19 horas, com entrada franca proibido para menores de 18 anos.

texto de Lando Reis conta a história de Lauro Pinocha que vive um conflito com o lado real e abstrato da vida se revelando um ser de personalidade intrigante e enigmática. O personagem mantém uma rivalidade com seu pai desde a infância, e quando cresce, Lauro não consegue levar uma vida normal de acordo com as normas da sociedade, o que revolta seu pai.

produção independente de Lucas Carvalho e Rosivaldo Olivetto o monólogo já vem sendo preparado há mais de um ano e promete marca o publico com um texto marcante e uma encenação de forte impacto.

11/14/2013

RETRATOS ( ROSA DE OURO )

DEPOIMENTO ( Teodoro Sobral ) 

Luis Paulo e Janclerques, essa foto não e de 1960, pois está aparecendo um balcão de tijolo e nesse ano o quiosque ainda era de Madeira. 

Se não me falha a memória, o prédio de tijolo, o Sr Kamilo construiu no final dos anos sessenta. Com ele está a palavra para tirar a dúvida . 

Quem poderá também elucidar o ano é o Sebastiao, que era o jornaleiro dele, está vivinho para nos ajudar nessa dúvida do ano. 

Eu comprava muita revistA lá, mas fui também concorrente do Sr Kamilo , pois meu pai era agente da Varig e eu pedia aos pilotos para trazerem as revistas da época: cruzeiro, manchete, fatos e fotos. 

Eu recebia as revistas no mesmo dia que eram lançadas no sul do pais e a Rosa de ouro só recebia na semana seguinte pois vinha via terrestre e ainda era via Teresina . Resultado , sr Kilovolt me denunciou para a Varig, alegando que os pilotos estavam vendendo revistas, o que era proibido. 

Veio um inspetor da Varig apurar a denúncia e meu pai muito astuto inventou que eram pessoas de Floriano que morava em Brasília que traziam as revistas. O argumento colou, eu fiquei um tempo sem vender , mas como todo bom vendedor informal. 

Logo voltei as atividades. Para quem tinha só 11 anos de vida, era muito o dinheiro que eu ganhava. Foi aí que comecei a aprender a comerciar. 

E la se vão 50 anos de lutas.

11/13/2013

8º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões

O 8º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões encerrou domingo (10), o evento aconteceu em Floriano. As exibições aconteceram no Teatro Maria Bonita, Cidade Cenográfica e UESPI, além das exibições tiveram oficinas, palestras e shows no 6º Piauí Mix.


As principais Mostras dentro da programação foram as Competitivas de Curta-metragem Pontos de Cultura, Curta-metragem Ficção, Curta-metragem Animação, Curta-metragem Documentário e Longa-metragem. Outras mostras importantes foram as Não Competitivas Curta Criança, Minha Terra Canto Eu, Caatinga e Circuito Tela Verde.

Mais de 10 mil pessoas passaram pelas salas de cinema, oficinas e shows. Ao todo foram exibidos 71 filmes produzidos em vinte e quatro estados do Brasil.

Diretores, produtores, atores e técnicos vieram ao evento representar seus filmes, foram ao todo 33 profissionais que expuseram e debateram seus trabalhos, provocando na comunidade o desejo de fazer cinema de forma mais profissional.

O Encontro foi selecionado pelo Programa Petrobras de Cultura e pelo Fundo Nacional de Cultura, conta com a realização da Petrobras, Ministério da Cultura, através do ESCALET Produções Cinematográficas e o Pontão de Cultura “Cultura Viva ao Alcance de Todos”.

Confira os ganhadores do 8º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões 2013, realizado em Floriano - PI:

LONGA-METRAGEM NACIONAL

- Melhor Filme - Onde Borges Tudo Vê - Paraíba

CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO

- Melhor Filme - Paleolito – Rio de Janeiro

CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

- Melhor Filme - Noticias da Rainha – Paraná

CURTA-METRAGEM FICÇÂO

- Melhor Montagem - Heronildo Pimentel - Antes de Tudo – Floriano - Piauí

- Melhor Filme - Abrigo ao Sol – Espírito Santo

JURI POPULAR

CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO - Melhor Filme

Faroeste – Um Autentico Western – Goiás

CURTA-METRAGEM DOCUMENTARIO - Melhor Filme

Cancha – Antigamente era mais moderno – Paraíba

CURTA-METRAGEM FICÇÃO - Melhor Filme

A Equação do Amor – Paraná

LONGA METRAGEM - Melhor Filme

Flor de Abril – Piauí

Fonte: 180graus.com

11/09/2013

Reunião sobre eleição do Grêmio Estudantil é realizada na escola Djalma Nunes


Na tarde da última quinta-feira (07), foi realizada uma reunião para discutir os encaminhamentos da eleição do Grêmio Estudantil da Unidade Escolar Djalma Nunes, em Floriano.

O encontro ocorreu no espaço pátio da instituição de ensino, e contou com a presença dos líderes da Associação Florianense dos Estudantes Secundaristas (AFES), representantes das duas chapas concorrentes e a classe estudantil.

A eleição está marcada para a próxima terça-feira, 12 de novembro, das 09h00 às 20h00, à qual ocorrerá de forma democrática a partir do voto dos estudantes do Ensino Fundamental e Médio.

O encontro também objetivou apresentar um debate com a classe estudantil e as duas chapas inscritas, que buscam contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades escolares, e que tenham voz ativa e participem da programação e da construção das regras dentro da escola.que buscam melhorias para a escola.

O Grêmio Estudantil é uma iniciação dos jovens na gestão participativa da sociedade em que vivem. A entidade é representante dos interesses dos estudantes de cada escola, que propõe a discussão e implementação de ações tanto no ambiente escolar quanto na comunidade à qual a escola pertence.

Quando verdadeiramente comprometida, a organização defende os interesses dos alunos, buscando parceria com todas as pessoas que participam do cotidiano escolar: diretores, coordenadores, professores etc. O grêmio poderá atuar em atividades culturais, esportivas, sociais, políticas e comunitárias.


Fonte: florianonews.com

11/03/2013

FERROVIÁRIO NO CAMPEONATO PIAUIENSE DE 1964

A participação do Ferroviário no Campeonato Piauiense de 1964, foi a primeira de uma equipe da cidade de Floriano numa competição profissional promovida pela Federação Piauiense de Desportos (hoje Federação de Futebol do Piauí). A foto abaixo, embora da época, não é de jogo oficial do citado campeonato.

Na realidade, embora tenha vários atletas que atuaram aquele campeonato, percebe-se que, agachados, os dois últimos atletas são Tassu e Bitonho, que jogaram naquela ocasião, apenas por ser um amistoso, uma vez que pertenciam a River e Piauí. Mas é possível ver, a partir da esquerda, vários atletas daquela campanha do Ferroviário. 

A partir da esquerda, vê-se os jogadores Valdivino, Valdemir, Piqui, Pompéia, Zezeca e Pepedro (em pé), Cabeção, Cristóvão, Rômulo, Tassu e Bitonho. A foto está publicada no Poral de Floriano, assinado pelo jornalista e escritor Janclerques Marinho.
1ª Fasse - 1° Turno

1ª rodada

12/07/1964
FERROVIÁRIO 1x2 FLAMENGO

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: Antônio Milton Vilanova, auxiliado por Nelson Oliveira Silva e Clóvis Ramos.
Renda: 237.400,00
Gols: Paulinho 42 do 1º tempo; Paulinho 19 e Cristóvão 45 do 2º.
Ferroviário – Bucar; Zezeca, Antônio Ulisses, Teles e Pepedro; Parnaibano e Reginaldo; Cristóvão, Sadica, Valdimir (Paulo II) e Dos Santos.
Flamengo – Chiquinho; Zé Carneiro, Maneca, Vitor e Papagaio; Itamar e Macalé; Maçarico, Matintim, Paulinho e Fernando.

19/07/1964
FERROVIÁRIO 2x2 PIAUÍ

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: Antônio Milton Vilanova, auxiliado por Nelson Oliveira e Clóvis Ramos.
Renda: Cr$ 157.800,00
Gols: Sinésio 12 e Sibiata 27 do 1º tempo; Cristóvão 10 e Sanêga 30 do 2º.
Expulsões: Bitonho e Cristóvão.
Ferroviário – Bucar; Popó, Antônio Ulisses, Teles e Pepedro; Parnaibano e Valdemir; Cristóvão, Sadica, Sinésio e Paulo II (Antônio Luiz).
Piauí - Zé Barros (Zé Alberto); Tuíca, Nanô, Manoelzinho (Sibiata) e Chico Dedão; Nonato Leite e Bitonho; Sanêga, Chapéu, Carmino e Zilmar

29/07/1964
AUTO ESPORTE 5x0 FERROVIÁRIO

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: Antônio Milton Vilanova, auxiliado por Osvaldo Viana e Severiano Alves Teixeira.
Renda: Cr$ 116.000,00
Gols: Bicudo 35 do 1º tempo; Capote 15, Capote 20, Zé Augusto 33 e Pestana 35 do 2º.
Auto Esporte – Antônio Luis; Amadeu, Marcos, Delmiro e Quincas; Zé Maria e Zequinha; Pestana, Capote, Zé Augusto e Bicudo.
Ferroviário – Pompéia; Popó; Antônio Ulisses, Teles e Pepedro; Paulo e Valdimir; Reginaldo, Sinésio, Sadica (João Alfredo) e Cristóvão.

02/08/1964
FERROVIÁRIO 2x1 COMERCIAL

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: Severiano Alves Teixeira, auxiliado por Nelson Oliveira Silva e Cláudio Ramos.
Renda: Cr$ 124.400,00
Gols: Cristóvão 7 e Antônio Luiz 29 do 1º tempo; Curniça 35 do 2º.
Ferroviário – Pompéia; Popó, Piqui, Teles e Pepedro; Parnaibano e Paulo; Cristóvão, Reginaldo, Antônio Luiz e Valdemar.
Comercial – Beroso; Edson, Smith, Galo e Zé Ivan; Hugo e Quinha; Radiê, Zeca, Valdir e Negrote (Curniça).

09/08/1964
CAIÇARA 2x1 FERROVIÁRIO

Local: Deusdedit de Melo (Campo Maior)
Arbitragem: Valdimir Soares da Silva, auxiliado por Renato Barreto de Moraes e Severiano Alves Teixeira.
Renda: Cr$ 133.400,00
Gols: Raimundinho Fumaça no 1º tempo; Reginaldo e Anduiá no 2º.
Caiçara – Coló; Napoleão, Mormaço (Valter), Cabo Dulce e Prego; Paulo da Banana e Raimundinho Fumaça; Ditoso, João de Deus, Anduiá e Escurinho.
Ferroviário – Pompéia; Popó, Piqui, Teles (Antônio Guarda) e Pepedro; Parnaibano e Paulo; Reginaldo, Cristóvão, Antônio Luiz e Valdimir.

19/08/1964
RIVER 1x1 FERROVIÁRIO

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: Severiano Alves Teixeira, auxiliado por Raimundo Barreto de Moraes e Antônio Palhano.
Renda: Cr$ 192.900,00
Gols: Tassu 28 do 1º tempo; Paulo 42 do 2º.
River – Manoelzinho; Zequinha, Astolfo, Filomeno e Ivanildo; Giri e Vilmar; Tamundó, Carrinho, Tassu e Rudinha.
Ferroviário – Pompéia; Zezeca, Piqui, Antônio Guarda e Pepedro; Parnaibano e Valdimir; Reginaldo, Paulo, Cristóvão e Sadica.

1ª Fase - 2° Turno

06/09/1964
COMERCIAL 2x1 FERROVIÁRIO

Local: Deusdedit de Melo (Campo Maior)
Arbitragem: José da Costa Araújo.
Gols: Reginaldo (Fer), Radiê e João Catita (Com)
Comercial – Beroso; Edson, Smith, Galo e Sapato; Hugo e Quinha; Curniça, João Catita, Radiê e Valdir.
Ferroviário – Pompéia; Zezeca, Piqui, Antônio Guarda e Pepedro; Parnaibano e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Rômulo e Dos Santos.

09/09/1964
FLAMENGO 3x2 FERROVIÁRIO

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: Francisco de Assis Castelo Branco, auxiliado por Antônio Mlton Vilanova e Valdimir Soares da Silva.
Renda: Cr$ 187.200,00
Gols: Mano 20 e Rômulo 35 e 44 do 1º tempo; Mano 5 e 25 do 2º.
Flamengo – Chiquinho; Zé Carneiro, Maneca, Matintim e Papagaio; Temístocles e Macalé; Maçarico, Mano, Paulinho e Salvador.
Ferroviário – Pompéia; Popó, Piqui, Antônio Guarda e Pepedro; Valdivino e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Elder e Rômulo.

16/09/1964
PIAUÍ 1x1 FERROVIÁRIO

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: Antônio Palhano, auxiliado por José da Costa Araújo e Valdimir Soares da Silva.
Renda: Cr$ 63.500,00
Gols: Sanêga 18 e Reginaldo 43 do 2º tempo.
Piauí – Zé Barros; Tuíca, Nanô, Manoelzinho e Chico; Zilmar e Bitonho; Chapéu, Sanêga, Carmino e Vagner.
Ferroviário – Pompéia; Piqui, Sousa, Antônio Guarda e Pepedro; Valdivino e Valdimir; Reginaldo, Paulo, Rômulo e Sadica.

27/09/1964
FERROVIÁRIO 1x4 RIVER

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: José da Costa Araújo, auxiliado por Nelson Oliveira Silva e Francisco de tal.
Renda: Cr$ 201.000,00
Gols: Pedroca (cabeça) 23 e (cabeça) 28 do 1º tempo; Pedroca, Carrinho e Reginaldo no 2º.
Ferroviário – Pompéia; Piqui, Valdivino, Antônio Guarda e Pepedro; Fernando e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Claudemir e Rômulo. Técnico: Francisco Bezerra de Souza (Sinhozinho).
River – Caxambu; Gereba, Zé Artur, Filomeno e Zequinha; Giri e Vilmar; Waldeck, Pedroca, Moaci e Carrinho. Técnico: Júlio Marques.

04/10/1964
FEROVIÁRIO 2x1 CAIÇARA

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: Renato Barreto de Moraes, auxiliado por Nelson Oliveira Silva e Francisco de tal.
Gols: Rômulo (2) no 1º tempo e Anduiá no 2º.
Ferroviário – Pompéia; Piqui, Valdivino, Antônio Guarda e Pepedro; Fernando e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Claudemir e Rômulo.
Caiçara – Onésio; Napoleão, Mormaço, Cabo Dulce e Prego; Paulo da Banana e Raimundinho Fumaça; Vicentim, Anduiá, Índio e Escurinho.

11/10/1964
FERROVIÁRIO 1x1 AUTO ESPORTE

Local: José Meireles (Floriano)
Arbitragem: Valdimir Soares da Silva
Gols: Bicudo (Auto) e Cristóvão (Ferr)
Ferroviário – Pompéia; Piqui, Valdivino, Antônio Guarda e Pepedro; Fernando e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Claudemir e Rômulo.
Auto Esporte – Petrúcio; Marcos, Amadeu, Deolindo e Quincas; Zé Maria e Wallace; Pestana (Ananias), Caboclo, Soares e Bicudo.

Jogo extra decidindo o rebaixamento

06/11/1964
AUTO ESPORTE 0x2 FERROVIÁRIO

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: José da Costa Araújo
Gols: Cristóvão no 1º tempo e Elder no 2º.
Auto Esporte – Antônio Luiz; Marcos, Amadeu, Deolindo e Quincas; Sabará e Wallace; Pestana, Capote, Ananias e Bicudo.
Ferroviário – Pompéia; Piqui, Valdivino, Sousa e Pepedro; Fernando e Valdimir; Reginaldo, Cristóvão, Elder e Rômulo.

RESUMO DA CAMPANHA

13 jogos
3 vitórias
4 empates
6 derrotas
10 pontos ganhos
17 gols marcados
25 gols sofridos
-8 gols de saldo

ARTILHEIROS

5 gols - Cristóvão.
4 gols - Rômulo e Reginaldo.
1 gol - Sinésio, Antônio Luiz, Paulo e Elder 1

JOGADORES UTILIZADOS

13 jogos – Pepedro e Valdimir.
12 jogos - Reginaldo e Cristóvão.
11 jogos - Pompéia (goleiro).
10 jogos - Piqui.
8 jogos - Antônio Guarda.
7 jogos - Rômulo.
6 jogos - Parnaibano e Valdivino.
5 jogos - Paulo, Sádica, Teles e Popó.
4 jogos - Fernando.
3 jogos - Antônio Ulisses, Claudemir, Zezeca e Antônio Luis.
2 jogos - Bucar (goleiro), Sinésio, Elder, Sousa, Dos Santos e Paulo II.
1 jogo - João Alfredo.
Fonte: site do buim