6/17/2013

I SARART do Espaço Cultural Christino Castro será em homenagem ao músico Cassimiro


O Espaço Cultural Christino Castro e a Academia de Letras e Belas Artes de Floriano e Vale do Parnaíba – ALBEARTES tem a satisfação de convidar a população florianense a participar do 1ª SARART do Espaço Cultural Christino Castro.

Em sua primeira edição, o evento será em homenagem ao músico “Cassimiro”, que faleceu em janeiro deste ano, aos 51 anos.

O I SARART de Floriano acontecerá dia 21 de junho, às 19h30, no Espaço Christino Castro - Anfiteatro Alda Castro, na Av. Eurípedes de Aguiar, 440 – Centro. 

Na ocasião será prestada uma homenagem ao filho de Cassimiro, e o mesmo receberá um troféu em honra ao seu pai.

De acordo com José Paraguassú, membro da ALBEARTES, a homenagem ao músico Cassimiro, contará com 15 apresentações, sendo que cada uma terá 10 minutos para sua exibição.

“Vamos estar lá esperando todas as pessoas que gostam de cultura e que querem curtir a poesia, a música, a cultura de uma forma geral e prestigiar este grande evento”, disse José Paraguassú.

O evento é uma organização do Espaço Cultural Christino Castro, ALBEARTES e Prof. Chico Mário Feitosa, com apoio da FUNDAC, Prefeitura Municipal de Floriano, PRODART e Dr. Ferreira de Castro.

O SARART será um momento de celebrar a poesia, a música e a cultura de nossa terra.

Cassimiro

Cassimiro é o nome artístico de Florêncio Constâncio Veloso, natural de Picos-PI, nascido em 15/12/1961. Foi um grande artista e sobretudo um grande lutier, que deixou um grande legado na história da música da região. 

O professor Cassimiro, que formou muitos artistas, tocou pela primeira vez em Floriano na banda Sementes do amanhã. Fez inúmeras apresentações ao lado de cantores regionais, cultivava a arte do lutier, que é uma arte milenar no condicionamento, construção e reparo de instrumentos de corda com caixa de ressonância, como violão, violinos, violas e guitarras. 

Cassimiro era um grande artista e excelente professor de música, além de ser uma pessoa amada por muitos florianeses. O músico adorava reunir-se com os amigos para conversas, regadas a um bom vinho e ao som do violão.


Fonte: florianonews.com

Nenhum comentário: