11/30/2012

DÍVIDA DE FLORIANO É DE 17 MILHÕES, AFIRMA PREFEITO GILBERTO GUERRA

O prefeito eleito em Floriano Gilberto Júnior, afirmou que assumirá junto com a gestão do município, uma dívida de R$ 17 milhões nos cofres públicos. Segundo ele o débito está dividido entre três setores.

“Floriano deve R$ 17 milhões, R$ 5 milhões para o fundo municipal de previdência, R$ 10 milhões com o regime geral de previdência (INSS) e R$ 2 milhões com outros setores”, afirmou o prefeito.

Para ele, o trabalho da equipe de transição será decisivo para um bom planejamento da nova gestão municipal. “Só após a análise detalhada dos documentos apresentados pela prefeitura é que vamos saber como essas dívidas serão pagas”, declarou Gilberto.

O novo prefeito também fez críticas a lentidão no retorno aos pedidos de documentos feitos pela equipe de transição, que segundo ele demoraram mais de trinta dias para serem respondidos.

“Recebemos uma grande quantidade de documentos, agora vem a principal fase do processo, analisar os documentos”, concluiu o prefeito.Rayldo Pereira.

Fonte: cidadeverde.com

11/28/2012

TRANSIÇÃO EM FLORIANO

Repercute a noticia de que o município florianense tem um débito de 17 milhões de reais. O prefeito eleito Gilberto Júnior (PSB/foto) teria feito essa declaração com afirmação que estaria assumindo a Prefeitura com esse valor em aberto nos cofres públicos. O débito estaria em três setores do município.

"Floriano deve R$ 17 milhões, sendo R$ 5 milhões para o fundo municipal de previdência, R$ 10 milhões com o regime geral de previdência (INSS) e R$ 2 milhões com outros setores", declarou o prefeito eleito.

A informação vem sendo motivo de comentários entre integrantes da população florianense e há muitos questionamentos sobre de quem seria esse débito, ou qual seria o prefeito que teria deixado, o que alguns chamam do rombo.

Transição

O prefeito eleito Gilberto disse que vem se debruçando sobre documentos e junto com as equipes das subcomissões da educação, saúde, infraestrutura passam a visitar obras, ver alguns serviços com o intuito de que essas pessoas tenham conhecimento de como estão essas obras e órgãos públicos na cidade.

Gilberto Júnior afirmou que os integrantes das equipes de transição, tanto do governo atual quanto da futura administração vem tendo bons entendimentos.

Para algum questionamento sobre o assunto o piauinoticias.com tentou contatos com o prefeito Joel Rodrigues (PTB) e com assessores do primeiro escalão e conseguiu falar com o secretário de Comunicação, professor Joab Curvina que ficou de fazer um levantamento da questão.

Fonte: cidadeverde





11/27/2012

GINASIO PRIMEIRO DE MAIO

O calendário de encerramento das aulas dos alunos do Ginásio Primeiro de Maio, escola sediada no centro de Floriano-PI, estará sendo iniciado nessa quarta-feira, 28, com as avaliações do quarto bimestre. As informações são da diretora da escola, professora Madalena Laurentino.

A educadora disse que essas atividades estarão terminando dia 3, sendo que no dia 10 de dezembro deve haver a divulgação do resultado final e no dia 11, começam as provas de recuperação com resultados previstos para o dia 17, no dia seguinte, terça-feira, todos os professores e demais colaboradores devem fazer parte de uma confraternização.

Ainda de acordo com a professora Madalena Laurentino, também no dia 3 começam as matrículas para os alunos novatos e no dia 10 para os alunos que já fazem parte do Ginásio. Todas essas datas são no mês de dezembro.

Quando foi procurada sobre algo de novo para o ano letivo de 2013, a professora Madalena disse que uma das novidades é a climatização de todas as salas de aulas.

“Com o objetivo de um maior conforto aos nossos alunos e professores estaremos climatizando todas as salas de aulas do Ginásio Primeiro de Maio, pois está no nosso plano de ação a qualidade no ensino que é uma marca da nossa escola e uma sala climatizada vai propiciar um maior conforto ao alunado que irá refletir no aprendizado”, concluiu ela.

Fonte: piauinoticias.com

11/24/2012

Equipes de transição se reúnem para entrega de documentos

Durante o processo transitório, Gilberto Júnior constatou alguns problemas administrativos como o fechamentos de unidades de educação e saúde.

As equipes de transição do prefeito eleito Gilberto Júnior e do prefeito Joel Rodrigues estiveram reunidos para discutirem questões básicas ligadas à atual administração, principalmente, no tocante à importantes secretarias.
Na oportunidade foram entregues alguns documentos solicitados pela equipe do prefeito eleito. Durante o processo transitório, Gilberto Júnior constatou alguns problemas administrativos como o fechamentos de unidades de educação e saúde.
Fonte: FlorianoNews

AVENIDA GETÚLIO VARGAS

Carreata que partiu da antiga rua Álvaro Mendes ( atual avenida Getúlio Vargas ), para a inauguração do campo agrícola doutor Sampaio no rumo da rodovia Floriano/Oeiras.

Dos sete automóveis, identificamos os proprietários de cinco deles: Juca Carvalho, José Guimarães, Leônidas Carneiro Leão, Afonso Nogueira e José Fonseca.

A bela imagem retrata os anos trinta, quando havia uma simpática presença de público, o belo arvoredo e a poesia, que nos deixam com saudades da velha Floriano.


Foto: Floriano de ontem e de hoje / Teodoro Sobral

11/22/2012

REENCONTRO

Estamos convidando florianenses da velha guarda a se fazerem presentes em nosso reencontro como de costume, para celebrarmos o contexto poético dos bons tempos da Princesa do Sul.

Atenção, o Iran, Kanguri, Cristóvão, Puluka, Chicolé, Ubaldo, Zé Demes, Luís Antonio, Nilson Coelho e quem mais puder prestigiar este momento de galhardia.

O local, é o aconchegante Carneiro na Brasa do dia 24, sábado próximo na esquina rua River ( São Cristõvão ) a partir das 11 horas. Vocês podem estender o convite a outros saudosistas de Floriano para boas resenhas.

Municípios piauienses irão receber cinco vezes mais recursos na distribuição dos royalties

Em 2013, 14 municípios do Piauí receberão mais de R$ 1 bilhão em recursos, entre eles Teresina, Parnaíba, Campo Maior, Picos e Floriano.
Mais de 164 dos 224 municípios piauienses irão multiplicar por cinco os recursos recebidos em 2011, se for feita a sanção da proposta de redistribuição dos royalties do pré-sal, aprovada no inicio da semana na Câmara dos Deputados.

Com as novas regras, os municípios que receberam R$ 61.778 em 2011, vão passar a receber mais de R$ 380 mil a partir de 2013. É quase o dobro o que eles já recebem de repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), de aproximadamente R$ 200 mil por mês.

Hoje, o FPM forma a base de sobrevivência da grande maioria dos municípios do Estado, do coeficiente 0.6. Todos os municípios do Piauí serão beneficiados com a proposta do pré-sal. Já em 2013, 14 deles receberão mais de R$ 1 bilhão em recursos.

As cidades que receberão mais de R$ 1 bilhão são Altos, Barras, Campo Maior, Esperantina, Floriano, José de Freitas, Miguel Alves, Oeiras, Parnaíba, Pedro II, Picos, Piripiri e São Raimundo Nonato. Em 2011, só Teresina integrava esta lista – recebeu em 2011 quase R$ 4 bilhões. Com a aprovação do projeto, em 2013, a receita da capital passará para mais de R$ 24 bilhões.

De acordo com o senador Wellington Dias (PT), a grande importância do projeto aprovado na semana passada, e que vai agora à sanção da presidente Dilma, é que ele estabelece a distribuição mais igualitária entre os municípios que possuem as mesmas características financeiras.

A nova regra beneficiará 5.440 municípios do país. A partir da sanção presidencial, todos os estados e municípios receberão recursos provenientes da extração do petróleo em alto mar no território brasileiro. “Essa proposta nasceu de um acordo para atender o que pedem os municípios na divisão dos royalties que são de todos os brasileiros”, afirmou o presidente da Confederação Nacional de Municípios, Paulo Ziulkoski.

Pelo trâmite normal, o Congresso envia o texto para a presidência da República, que tem prazo de 15 dias para aprovar na íntegra ou vetar a proposta ou alguns pontos dela. Com relação às discussões levantadas sobre o projeto, uma delas é sobre a possibilidade de investir os recursos dos royalties na educação. O antigo projeto vetava esse investimento, mas este novo prevê que os recursos podem ser investidos não só na educação, mas em outras áreas prioritárias com saúde, segurança e infraestrutura.

Fonte: Riachão Net

11/21/2012

Prefeito eleito constata desencontro de informações durante visita a obra

Diante das informações desencontradas, o prefeito eleito informou que discutirá com a equipe de transição do atual prefeito.
Além de constatar o fechamento de alguns órgão públicos após as eleições, o prefeito eleito em Floriano também demonstrou surpresa ao visitar um canteiro de obras onde deveria ser construída uma praça de eventos. Com a construtora, Gilberto Júnior obteve informações que as obras em andamento são referentes ao esgotamento sanitário.

“Estávamos visitando uma obra onde seria a praça de eventos, mas fomos informados por parte da construtura, que ali se trata de obras de saneamento básico e aqui a informação que temos já é outra, é de que aqui vai ser uma usina de contenção de resíduos”, disse.

Diante das informações desencontradas, o prefeito eleito informou que discutirá com a equipe de transição do atual prefeito qual obra está sendo executada pelo município no local.

“Na verdade, existe o projeto da usina de contenção, mas a gente entende que isso chocou com a ideia de fazer uma área de lazer. No Plano Diretor do município consta que aquela área será destinada a construção de uma espaço de lazer para a nossa cidade e nós estamos aqui presenciando outra situação”, finaliza Gilberto Júnior.

Fonte: Florianonews

11/20/2012

GILBERTO GUERRA SE RECUPERA BEM

O advogado Gilberto Júnior, prefeito eleito de Floriano, enviou informações sobre a saúde do seu genitor, ex-vereador e contador Gilberto Guerra.

Veja o informe repassado pelo Gilberto Júnior:

" Queria informar a todos, principalmente aos parentes e amigos que meu pai, Gilberto Guerra, vem se recuperando bem.

Ele sofreu um infarto no último sábado e teve que ser encaminhado às pressas para Teresina onde foi submetido a um cateterismo e a uma angioplastia de urgência. Após passar um periodo na UTI, agora ha pouco ele foi transferido para um apto. Quero agradecer a Deus primeiramente e depois a todos os amigos que contribuiram conosco nesse momento de extrema aflição.

A cada dia me convenço mais que ter amigos é a maior riqueza que podemos ter. Agradeço tambem às centenas de mensagens e telefonemas que recebi, bem como às correntes de oração pela recuperação do meu pai. Deus vai nos ajudar a vencermos mais essa batalha e tudo vai ficar bem, em nome de Jesus. "

Fonte: piaui noticias.com

Eneas Maia e a agenda da oposição

Jalinson Rodrigues – Jornalista

O candidato vice campeão de votos em Floriano, Eneas Maia (PSDB), inevitavelmente, assume a condição de motor da oposição ao governo que começa. Pelo que declarou ao Portal Piauí Notícias, lógico, que será uma oposição no bom sentido, apontando as situações em que a Prefeitura Municipal poderá otimizar os serviço destinado ao bem estar da população florianense. Isso é bom porque afasta o totalitarismo assumido por muitos prefeitos, que ao assumirem a gestão pública, muitas vezes acompanhados de um grupo de subservientes, imaginam que podem tudo.

Muito simpático na entrevista concedida após a eleição, ficou nas entrelinhas que Eneas Maia vai continuar seus intentos políticos e convocou o seu grupo a permanecer em alerta, quando afirmou: “eu posso e quero comunicar a cada um dos eleitores florianenses que não nos afastemos da política, iremos permanecer lutando, comunico ainda que nós iremos tentar ajudar da forma como nós podemos a nossa cidade (sic)”. Assim, fica estabelecida a agenda da oposição.

Sem dúvidas, outros agrupamentos políticos do município podem, também, assumir o papel de fiscalizadores das ações do novo prefeito Gilberto Júnior (PSB). É normal que isso aconteça e muito salutar para a democracia. Afinal, o que está em discussão é o progresso do município e a consolidação da moralidade no trato com os recursos da população. Sem isso nenhuma sociedade pode almejar vencer os obstáculos do cotidiano.

Contudo, a oposição terá que exercer o seu papel com responsabilidade, pois o novo prefeito foi eleito pelo sentimento de expectativas positivas dos eleitores que o sufragaram nas urnas. O prefeito Gilberto Júnior merece todos os créditos inerentes a sua função, atribuída pelo voto, de redentor da lisura administrativa na Prefeitura do Município de Floriano.

Constatamos isso porque o último gestor foi um retrocesso político, quando aportou a família e apaniguados na Praça Petrônio Portela e se especializou em montar obras de construção civil de orçamentos, na minha opinião, suspeitos. Basta ver o que mostra o Portal da Transparência.

Portanto, o Eneas Maia, juntamente, com a ex-vereadora Ana Cleide (DEM), serão importantes na pluralidade de questionamentos que, doravante, nortearam as críticas a gestão do município de Floriano. E salve São Pedro de Alcântara.

11/18/2012

GILBERTO VISITA OBRA QUE SERIA PRAÇA DE EVENTOS

O prefeito eleito de Floriano Gilberto Júnior e sua equipe de transição, visitaram na tarde da última sexta-feira (16), o local em que seria construída a Praça de Eventos do município, mas durante a visita foi constatado que outra obra está prevista para ser executada no referido local.

Em entrevista a reportagem do Portal FlorianoNews, o prefeito eleito explicou:


“Estamos visitando uma obra onde seria a Praça de Eventos, mas no local está havendo uma iniciativa por parte da Construtora Jurema e a gente tá querendo saber realmente de que tá se tratando. Pelo que a gente tem conhecimento a Jurema é pra fazer o esgotamento sanitário, e aqui a informação que a gente tem é que vai ser a usina de contenção de resíduos de Floriano, que realmente vem à gente a estranhar essa situação, porque aqui estava previsto uma grande Praça de Eventos.

A gente tinha todo o conhecimento de que as iniciativas, inclusive da Caixa Econômica, de que aqui seria uma Praça de Eventos e agora a gente ver a questão da contenção que realmente surpreende a gente, e aí a nossa equipe de transição visitando essas obras é um exemplo dessa nossa visita, pra daqui a pouco a gente estar conversando com o outro lado da equipe de transição pra saber o que realmente está acontecendo.
 
Na verdade tinha o projeto da usina de contenção, mas a gente entende que isso chocou com a ideia de que se tinha de se fazer uma área de lazer, inclusive o plano diretor de Floriano diz que aqui seria uma área de lazer para a nossa cidade e nós estamos revendo aqui outra situação. Então, a gente quer realmente se interar do que está acontecendo”.   

Fonte: FlorianoNews

11/16/2012

HERANÇA INCÔMODA

Por: Jalinson Rodrigues - jornalista

Sem muito esforço a comissão de transição do prefeito eleito, Gilberto Júnior (PSB), encontra na internet, numa página do Governo Federal (http://www.portaltransparencia.gov.br), a fisionomia do que vai ficar de resíduos da gestão do prefeito Joel Rodrigues (PTB). Sem muita complexidade, o contribuinte tem acesso a informações sobre convênios, valores do projeto e as datas de liberação dos recursos públicos.

Neste espaço consta que a Prefeitura de Floriano, durante o período de 16 anos, realizou 109 convênios no valor aproximado de R$ 70 milhões, mas somente em torno de R$ 50 milhões foram liberados. Calculando a média dos valores, foi investido um montante de R$ 3 milhões, por ano. Parte destes recursos ainda foram transferidos para organizações não-governamentais, como o Grupo de Teatro ESCALET, Associação Cidade Cenográfica, Associação dos Amigos do Museu de Arte Folclórica do Nordeste, Associação Regional Integrada de Desenvolvimento Agroecológico e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Floriano.

Estes dados mostram que o município tem limitada elaboração de projetos estruturantes e os deputados federais e senadores, que anunciam representar o município, são inertes e com pequeno prestígio federal, pois poucos recursos canalizam para os florianenses. Assim, o volume de investimento é insipiente para um município pólo e com potencialidade de progresso, como Floriano.

Mesmo com pouca criatividade, o município ainda padece da falta de boas intenções dos gestores. Consta no Portal da Transparência problemas nas prestações de contas de muitos recursos recebidos do Governo Federal. Por exemplo: o Convênio 702757, que liberou R$ 170,000,00, através do Ministério do Turismo, para o Réveillon de 2009 e o lançamento do carnaval no mesmo ano, ainda aguarda as prestações de contas; Convênio 728258, que liberou, numa única parcela, R$ 975.000,00, através do Ministério do Turismo, em 21 de maio de 2010, para a pavimentação poliédrica de ruas dos bairros Taboca, Irapuá I, Caixa D’água e Tiberão, também espera a devida comprovação dos gastos públicos; o Convênio Nº 736860, que liberou, em 13 de dezembro de 2011, recursos no valor de R$ 994.500,00, do Ministério do Turismo, com a mesma finalidade de pavimentação de ruas, encontra-se com as mesmas pendências; o Convênio 708295, que liberou R$ 195.000,00, com a última parcela recebida 19 de janeiro de 2012, através da Caixa Econômica e do Ministério dos Esportes, para construção de um ginásio poliesportivo no município de Floriano, está na lista dos gastos sem comprovação.

Estes são alguns dos convênios com problemas na prestação de contas, mas existem outros pendentes, que formam uma obscura herança administrativa.

No mesmo espaço que o Governo Federal disponibiliza informações sobre as gestões públicas, também, existe um link que recebe denuncia de abusos e falcatruas com recursos da população.

11/12/2012

Prefeito eleito em Floriano e CEF avaliam futuras parcerias

O encontro faz parte da estratégia da CEF, que tem como objetivo principal estabelecer relacionamento com os novos gestores municipais.

O prefeito eleito de Floriano Gilberto Júnior (PSB), o vice-prefeito eleito, Salomão Holanda (PRB) e representantes da comissão de transição do novo prefeito, reuniram-se nesta sexta-feira (09) com o gerente regional de Governo da Caixa Econômica Federal – CEF, Raimundo Nonato, para uma conversa sobre os produtos e serviços que a instituição financeira pode disponibilizar para os projetos e obras dos municípios piauienses.

O encontro faz parte da estratégia da CEF, que tem como objetivo principal estabelecer relacionamento com os novos gestores municipais, bem como estreitar o relacionamento com os reeleitos em 2012.

Durante o encontro foi apresentado ao público uma cesta de produtos e serviços da CEF, nas áreas de Habitação, Saneamento, Programas de Modernização da Gestão Pública, Microcrédito Produtivo, Regime Próprio de Previdência, Fundos de Governo, Sala das Prefeituras, Assistência Técnica e Acordos de Cooperação Técnica, além de produtos e serviços para os servidores da prefeitura.

O gerente regional de Governo da CEF, Raimundo Nonato, falou sobre a importância de estar junto com os municípios durante a gestão, prestando esclarecimentos e assistência técnica especializada. “A Caixa é mais que um banco e vai estar junto aos gestores, para colaborar com o desenvolvimento urbano e rural, na região, e para a melhoria da qualidade de vida da população florianense”, afirma.

Segundo o prefeito eleito Gilberto Júnior (PSB) o encontro foi positivo, pois a explanação realizada pelos integrantes da CEF vai servir de base para a organização de sua equipe de governo e para busca de novos investimentos. “Foi um encontro muito importante onde à gente pôde observar muitos pontos positivos que vão servir de base para a nossa administração. A Caixa Econômica será sem dúvida alguma uma grande parceira para a realização de muitas ações sociais em Floriano. Agora, é preciso que tenhamos responsabilidade com a execução dos recursos públicos. Vamos fazer um governo transparente”, afirma.

O vice-prefeito eleito, Salomão Holanda (PRB), relata que diante dos dados apresentados pela CEF, a partir de janeiro, a nova administração terá de fazer um trabalho profundo para que o município não perca recursos.

ASCOM
Fonte: noticiasdefloriano.com.br



11/10/2012

INCLUSÃO ESPORTIVA

Sara Menezes
Enquanto a população do sul do Piauí sofre com os efeitos da pior seca dos últimos 30 anos, ferramentas de superação de obstáculos naturais e sociais, como o esporte, mudarão a rotina de centenas de piauienses daquela região. O projeto de Esporte e Cidadania, desenvolvido pelo Serviço  Social da Indústria (Sesi), vai contribuir para a democratização de atividades esportivas e serviços de saúde na cidade de Floriano, neste sábado (10).
 Realizado simultaneamente em todo o Brasil, com apoio da Rede Globo e suas respectivas afiliadas para difundir o esporte como instrumento de inclusão social, o projeto vai homenagear a campeã olímpica, Sarah Menezes. Ao todo, cerca de 100 promessas do judô piauiense farão uma grande festa em recepção, que conta com lutas de apresentação para a maior referência esportiva piauiense.
Os alunos são oriundos da escola de lutas do judoca Nilo Carvalho, bicampeão do US Open, em Miami (1998 e 1999) e campeão brasileiro universitário em 2008.
“Para mim, é uma satisfação receber uma atleta do porte da Sarah em um evento todo voltado à população. Eu me dedico a projetos sociais, também, por meio da ONG Saber Saudável, e entendo a importância desta iniciativa para melhorar o ânimo das pessoas por aqui”, assinalou o florianense.
Além de estimular a prática desportiva entre crianças, adolescentes e adultos, o evento conta com 10 estandes dedicados à prestação de serviços médicos e clínicos, como aferição de pressão arterial, exames de glicemia e avaliação de massa corpórea (IMC) abertos à população.
O Esporte e Cidadania acontece a partir das 8h da manhã, na sede da AABB, no bairro Irapoã II, na zona sul de Floriano.
Fonte: noticiasdefloriano

11/09/2012

CORI-SABBÁ INICIA PREPARATIVOS PARA O ESTADUAL 2013


Associação Atlética
Cori-Sabbá

Cori-Sabbá recheado de jogadores da região de Floriano, já iniciou preparação para o Estadual e a diretoria do clube confirmou que Vanin será o técnico do time que disputará o Campeonato Piauiense em 2013. O objetivo é encerrar um jejum de títulos que já dura quase 20 anos.

Ainda sem contratações, Vanin comanda os treinamentos do Cori-Sabbá desde a última terça-feira, 6. Segundo o presidente do clube, José Bruno dos Santos Filho, os reforços só devem chegar a Floriano em dezembro.

“Por enquanto, estão treinando apenas jogadores da região de Floriano. Deixaremos para fazer as contratações apenas em dezembro. Como o Vanin tem um leque de conhecimento muito grande no mundo de futebol, ele deve nos indicar alguns atletas. Todas as contratações do Cori-Sabbá para o Campeonato Piauiense serão indicações do Vanin”, explicou José Bruno.

Em 2013, o Cori-Sabbá volta ao Campeonato Piauiense depois de ficar ausente da competição nas suas duas últimas edições. O time alvi-negro não conquista o estadual desde 1995, quando venceu o torneio pela primeira e única vez.

O Cori-Sabbá estreia no Campeonato Piauiense no dia 26 de janeiro, contra o River, no Estádio Tibério Nunes, em Floriano

Fonte: portaldaclube

Rejane Dias visita Conab de Floriano


A parlamentar foi verificar como
está a distribuição de milho
para os agricultores.




 A distribuição de milho para os três mil agricultores cadastrados na Companhia de Abastecimento de Floriano, a 240 km de Teresina, será regularizada até o final deste mês. A informação foi repassada à deputada Rejane Dias pelo gerente interino do órgão, José Reinaldo Costa Jansen, durante visita da parlamentar à Conab, na quinta-feira, dia 8.

Rejane Dias faz parte da Comissão Parlamentar de Acompanhamento às Ações de Combate aos Efeitos da Seca e foi ao órgão buscar informações sobre a distribuição de milho para os agricultores dos municípios atendidos pela Conab em Floriano. A deputada recebeu a informação de que pessoas dormem na porta do órgão para poder receber os grãos, pois o produto está vindo em quantidade menor do que a procura.

Reinaldo Jansen confirmou a informação de que alguns agricultores dormem na porta da Conab, mas que isso não é necessário, pois diariamente são distribuídas 50 senhas e quem mora em outro município pode agendar o recebimento através do escritório do Emater ou do Sindicato de Trabalhadores Rurais.Ele informou que o órgão está fazendo atendimento até no sábado para poder atender a demanda.

O gerente interino informou que todos os dias chega carreta com o milho e cada uma transporta entre 37 mil e 50 mil quilos.A cota para cada agricultor é de acordo com o cadastro, sendo a quantidade máxima para cada pessoa é de 14 mil quilos. Reinaldo Jansen contou que o grão distribuído no Piauí vem da cidade de Sorriso, no Mato Grosso e a Companhia em Floriano atende três mil cadastrados de 60 municípios.Em duas semanas, o órgão recebeu 626.900 quilos de milho.

Rejane Dias vai levar as informações colhidas junto à Conab de Floriano à Comissão de Acompanhamento às Ações de Combate Efeitos da Seca que está recebendo dados sobre a situação das famílias atingidas pela estiagem nos municípios do Estado para elaborar um relatório e apresentar às autoridades e à sociedade.

O presidente do PT de Floriano, Edivaldo de Araújo Costa, o vereador eleito pelo PT, André Luis Ferreira Neto e o ex-presidente do partido no município, José Antonio de Carvalho acompanharam a deputada durante a visita à Conab.

Ascom Deputada Rejane Dias
Geneide Santos 9987 6348 9413 2051

11/03/2012

Estados e municípios não deverão cumprir meta de esforço fiscal

Os estados e municípios não deverão cumprir a meta de superávit primário – economia para pagar os juros da dívida pública – este ano, admitiu na segunda-feira (29/10) o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Segundo ele, a crise econômica interferiu nas receitas das prefeituras e dos governos estaduais e impedirá esses entes públicos de economizar os R$ 42,85 bilhões estipulados para 2012.

“Os estados e municípios tendem a dar primário abaixo do previsto. A programação é nesse sentido. Minha estimativa, para estados e municípios, é de não cumprimento [da meta de superávit primário]. Isso tem a ver com as medidas normais em um ano de receitas baixas”, disse o secretário ao explicar o resultado primário de R$ 1,256 bilhão em setembro, o menor para o mês desde 2009.

De acordo com Augustin, as medidas de ajuda aos estados e municípios também dificultarão o cumprimento da meta. Isso porque o governo federal tem estimulado a manutenção dos investimentos das prefeituras e pelos governos estaduais, o que contribui para que os gastos não caiam. “Temos alguns programas de financiamento, que trabalhamos ao longo do ano, que têm por objetivo sustentar o investimento destes entes”, completou o secretário.

A meta fiscal para os estados e municípios prevista na Lei Orçamentária deste ano corresponde a R$ 42,85 bilhões. O Governo Central (União, Previdência Social e Banco Central) tem de economizar R$ 96,97 bilhões, o que totaliza um superávit primário de R$ 139,82 bilhões para o setor público, equivalente a 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

Caso os estados e municípios não alcancem a meta, o Tesouro Nacional tem de fazer uma economia extra e compensar a diferença. No entanto, o superávit primário de janeiro a setembro do Governo Central totaliza R$ 54,7 bilhões, 27,3% abaixo do valor obtido nos mesmos meses do ano passado e equivalente a 56% da meta de R$ 96,97 bilhões fixada para a União.

Apesar de o Governo Central precisar economizar R$ 42,2 bilhões nos últimos três meses do ano para alcançar a meta cheia, sem contar um eventual reforço para compensar os estados e municípios, Augustin reiterou que o Tesouro Nacional continua mirando a meta cheia. Ele voltou a descartar a possibilidade de o governo federal usar o mecanismo que permite abater os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do esforço fiscal, que diminuiria o superávit a ser alcançado.

“Nos últimos meses, o superávit primário foi fraco, mas haverá recuperação das receitas nos meses subsequentes. Esperamos um resultado forte para outubro e para dezembro porque são meses em que há grande concentração de pagamento de impostos [que impulsionam a receita do Tesouro Nacional]”, declarou.

Na avaliação do secretário, as medidas de estímulo à economia anunciadas no início e no meio do ano somente agora começarão a fazer efeito de forma mais intensa. Apesar de várias dessas ações envolverem desonerações (redução de impostos que diminuem a receita do governo), Augustin assegurou que a arrecadação voltará a reagir nos próximos meses. “Nossa prioridade ao longo de 2012 tem sido medidas para melhorar a economia. Existe uma defasagem para elas fazerem efeito, mas os fatos econômicos indicam que haverá recuperação das receitas”, disse.

Fonte: Agência Brasil