12/01/2011

RETRATOS

Que saudades que eu tenho daqueles belos arvoredos, dos bambuais, da fonte luminosa e dos velhos carnavais do bar Sertã, do bar Carnauba e do bar São pedro que havia.

O tempo passou e, hoje, estamos cavalgando sorrateiramente diante de uma transição que não sabemos que rumo se dará, mas que podemos fazer as coisas acontecerem para vivermos momentos mais amenos.

A Princesa do Sul respira novos ares, mas é preciso manter sua base, sua cultura e suas aspirações. Quem voltou, pode proprocionar ou fazer a diferença. Precisamos de novas atitudes, mas que tenham um direção certa: manter viva a nossa memória de tempos d´antes, antes que o tempo se apague.

Nenhum comentário: