1/02/2011

CARNAVAL - 2011

As Escolas de Samba ainda representam a essência da cultura do carnaval



Carnaval de rua
O carnaval se aproxima e muitas escolas de samba piauienses dão apenas os últimos retoques para o espetáculo visto nas ruas. Em Floriano a coisa é muito diferente: não se percebe nenhuma movimentação das escolas e blocos de rua  no que se refere a proporcionar aos florianenses e aos turistas a expectativa de um espetáculo digno de uma cidade muito considerada pelo seu carnaval.

Faltando cerca de sessenta dias para o início das festividades carnavalescas as agremiações ainda dependem de um repasse financeiro da Prefeitura para viabilizar os desfiles, o que inclui a fabricação dos carros alegóricos, criação de trajes e etc. Os membros dos grupos pedem R$ 20.000,00 para cada escola de Samba e metade desse valor para cada bloco, ao contrário do ano passado, em que o valor repassado foi de R$ 15.000,00, dividido da mesma forma.

A questão que se coloca não é apenas a falta do repasse, mas a ausênciade interesse dos grupos carnavalescos em planejar durante o ano atividades que aumente a autonomia financeira das escolas de samba e objetivem uma festa bonita e sem atropelos. 

O poder público municipal também precisa reavivar as escolas de samba, pois elas ainda representam a essência cultural do carnaval da princesa do sul que no entanto tem sido vista em nível estadual, e até nacional, somente por meio dos blocos privados. ( Fonte: www.noticiasdefloriano.com.br )

Nenhum comentário: