1/31/2010

FRENTE JOVEM RESGATA O BLOCO "OS PIRATAS"


Bloco Os Piratas

Desde 1957

Floriano-PI

O Bloco “Os Piratas” promete matar saudade dos admiradores no Carnaval.2010 de Floriano, o Encontro de Veteranos que participaram do bloco, admiradores e a Frente Jovem encabeçada pelos lideres Alexandre Baraúna, Júlio Cesar e Pedro Italiano, será no Degust Bar e Lanchonete na Rua Antonio Freitas, 734 na Manguinha dia 12 de fevereiro a partir da 17H00. Os participantes cadastrados ganharão uniformes, canecas, regado de uma “gelada” acompanhado pelas inesquecíveis marchinhas de carnaval.

“Os Piratas” fundado em 1957 por: Antonio Sobrinho – “Decente”, Antonio Cunha, Clóvis Ramos, Lisboa, Vicente da Mangueira, Pedro Atem, Honorato Padeiro, Cícero Pintor, Jeremias, João Lampião, Luis de Bitim, Zeca do Caracol, Alcides “Del Bueno”, Celestino, Nousinho, Adauto Perna de Gato, Antonio Barros, Tarzan, João Alfredo, Sargento Bico de Agulha, Guido, Pedro Neiva, Cabo Salim, Pedro de Alcântara, Luis Paraibano, Engrácio Neto, Aldo Torres, Anita, Calistinha, Jamil Zarur, Abdala Zarur...

Pesquisa: Cesar de Antonio Sobrinho


1/30/2010

CAMINHADA PELA PAZ


NÓS QUE FAZEMOS A COORDENAÇÃO DA II CAMINHADA DAS FAMÍLIAS EM BUSCA DA PAZ, FICARIAMOS ALEGRES COM A POSTAGEM DO CONVITE NO SEU BLOG DA II CAMINHADA DAS FAMÍLIAS EM BUSCA DA PAZ, FLORIANO TEM E DEVE SER CHAMADA DE PRINCESINHA DO SUL POR ISSO PREOCUPADOS COM A VIOLÊNCIA "DOMÉSTICA" COMO É CONHECIDO NO NOSSO MEIO POLICIAL.

É ESSE TIPO DE VIOLÊNCIA QUE AGORA CAMPEIA NAS FAMÍLIAS DE NOSSA CIDADE. SABEMOS QUE NÃO É MAIS QUESTÃO DE SEGURANÇA E SIM DE CONCIENTIZAÇÃO, DE AMOR, DE HARMONIA NO LAR OU SEJA FALTE DE DEUS NAS FAMÍLIAS.


SERÁ DIA 31/01/2010
HORA 16:00Hs

SAIDA DO ESTÁDIO TIBERÃO ATÉ A PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS, COM DUAS PARADAS PARA REFLEXÃO E SORTEIOS DE BRINDES.

GRATO
À COORDENAÇÃO

1/27/2010

CARNAVAL - OS PIRATAS DE ANTONIO SOBRINHO


CARNAVAL:
OS PIRATAS DE ANTONIO SOBRINHO

( Fotografia do Bloco OS PIRATAS no carnaval de 1957 - Antonio Sobrinho, Clóvis Ramos, Expedito Leal, Adauto Perna de Gato, Pedro Atem, Vicente da Mangueira e uma Legião de amigos )

ENSAIOS: PRÍIIIIII, PRÍIIII - os treinamentos aconteciam na residência de Antonio Sobrinho, mais conhecido como “Decente”, na avenida Eurípides de Aguiar ( hoje funciona uma capotaria ), ficava no centro da sala, com uma prancheta na mão e um apito na boca, comandando os ensaios, gesticulava muito, era só príiiiii pra lá, priííí pra cá, ouvido apurado, percepção, conhecimento, sabia quem estava tocando errado e com um olhar orientava o companheiro para se enquadrar.

MARACÁ DE “H” SEM PEDRAS - tinha os que queriam brincar, mas não conseguiam acompanhar o ritmo, pois o grupo entendia do riscado, afinadíssimo, mas não tinha problema, “Decente” arrumava um jeito: pegava o maracá, tirava as pedras e falava – agora, faça sucesso “homi”, arrebenta. O componente ficava só fazendo o agá, como que estivesse batendo e, com o dedo polegar em sinal de positivo, “Decente”, aliviado, deixava o folião feliz. É mole! Já existia isso! Caramba! Deixa pra lá!

ESQUENTANDOS OS TAMBORINS – havia um detalhe importante e curioso nos ensaios. Como os tambores eram de couro de cobra, bode, boi e outros animais, os foliões, muito exigentes e querendo fazer uma bonita exibição, acendiam várias fogueiras para esquentar e afinar o som dos tamborins, tambores, um espetáculo a parte.

ESTANDARTE - Antonio Sobrinho foi um dos maiores carnavalescos do Carnaval de Floriano dos anos 50/60, período romântico, com o seu bloco “Os Piratas”. E como folião, alegrou muita vezes o carnaval de rua da Princesa, com os seus sons e batuques, com a sua maneira diferente de dançar conduzindo o Estandarte nas mãos, levando a sério e parecia mestre sala de escola de samba do Rio de Janeiro. Dava show e arrancava muitos aplausos na Avenida Presidente Vargas e nas ruas onde o seu Bloco passava. FANTASIA DIFERENTE TODA DE SEDA - Era gostoso ver as cores da fantasia em seda: a bandana-vermelha usada na cabeça, a blusa-preta com uma caveira cravada no bolso do lado esquerdo, a calça-amarela, o tapa-olho preto em todos componentes do bloco Os Piratas.

MENINO NÃO ENTRA - Nos ensaios os meninos não entravam, os amigos de Júnior: Chico Cangury, Chicolé, Tadeu... pegavam o bigu, para depois dos ensaios a garotada ia guardar os instrumentos, claro imitando os artistas da batucada, fazendo aquela zueira!

IMITAÇÃO DO BLOCO “OS PIRATAS” - Quando terminava o carnaval, Júnior, César ( era pequeno ), Chico Cangury, Chicolé e outros colegas nossos, pegavam alguns instrumentos, pedaços de ferro, madeira, latas, panelas de alumínio, tudo que pudesse emitir som, formavam o nosso bloco e saia rua acima e rua abaixo, puxando o ritmo de samba e éramos, até, aplaudidos.

MÚSICAS INESQUECÍVEIS: Maracangalha, O Que Estou Aqui Na Terra, Vem Chegando A Madrugada, Madalena, Tenha Pena De Mim, Recordar É Viver.

JERUMENHA NO SÁBADO DE CARNAVAL – Várias vezes o bloco “Os Piratas” foram convidados para brincar o carnaval na cidade Jerumenha, sempre aos sábados. A viagem era feita de caminhão e o bloco era aguardado por uma multidão!

VISITAS AGUARDADAS COMO TROFÉUS - Às 15 horas “Os Piratas” iam visitar e alegrar as residências da sociedade: Tiago Roque, Sólon Miranda, Edmundo Gonçalves, Mestre EuGênio, Arudá Bucar, Fauzer Bucar, pai da Cordélia ( Juiz ). Antonio Anísio Ribeiro Gonçalves, Bernardino Viana.

MOMENTO MÁGICO! INIMITÁVEL!

ENCONTROS DE GIGANTES - no final da tarde o desfile dos blocos na avenida Getúlio Vargas e praça doutor Sebastião Martins, no centro de Floriano. Um momento de rara beleza! O encontro de todos os blocos na altura dos bares: São Pedro, Sertã, Churrascaria Carnaúba.

“OS PIRATAS”, componentes sob a batuta do líder e fundador Antonio Sobrinho ( maior mestre do Estandarte, segundo o barbeiro Zé Venâncio ) - Clóvis Ramos (mestre do Estandarte, depois comandou o bloco “Os Malandros”), Pedro Atem, Expedito Leal, Adauto Perna de Gato, Arnaldo Pé de Pão, Alcides Garcia “Del Bueno”, Chico Perna Santa, Mário Anselmo, Geraldino, Ieié (Miguel Borges), Pedro Demes, Pedro Neiva, Antonio Pereira Filho, Chico Pereira, Antonio José Boquinha, João Alfredo, José Anésio Batista, Jofran Frejat, Bernardino Feitosa ( Seu Dino ), José Soares da Pernambucana, Engrácio Neto, Luis Paraibano, Vicente Rodrigues de Araújo ( participou com apenas 14 anos na época, hoje comandando a Escola de Samba Mangueira ).

Depois que Antonio Sobrinho, o famoso “DECENTE” cansou de brincar com Os Piratas, ele adquiriu um Jeep, e nos carnavais colocava a moçada no veículo e participava do desfile de carros fazendo o percurso ( corso ) na avenida Getúlio Vargas, Praça Dr. Sebastião Martins, Av. Eurípedes de Aguiar, com a moçada esguichando com seringas coloridas água nas pessoas complementavam a beleza do evento arremessando serpentinas e confetes na multidão, que recebiam com aquela alegria estampada no rosto, contagiando a todos!

1/26/2010

NOVO ATENDIMENTO NAS LOTÉRICAS


As Casas Lotéricas que já prestam muitos serviços à comunidade, têm agora novos produtos a serem oferecidos ao público. A Caixa Econômica Federal (CEF) passou uma linha de atendimento chamado de ´Negocial` que deve proporcionar maior movimentação nas Loterias e desafogamento um pouco mais nas agências.

As empresas passam a trabalhar com empréstimos bancários consignados a pensionistas, aposentados e servidores públicos federais, estaduais e municipais a partir de fevereiro.

George Everson empreendedor local disse ainda que cheque especial, abertura de contas, consórcio imobiliário poderão ser procurados pelos interessados, e deixou claro, que outras atividades estarão sendo colocadas em pratica até julho. Para deixar a comunidade esclarecida e sem duvidas no momento de procurar alguns dos novos serviços, atendentes que trabalham com o empreendedor já passaram por treinamento que se realizou em Teresina. Os espaços de atendimento ao público estarão passando por adequações para melhorar o atendimento, finalizou. ( Fonte: piauinoticias.com )

1/25/2010

CARNAVAL 2010


Em noite de muita movimentação do Cais da Beira-Rio, foram escolhidos no último sábado (23/01) o Rei e a Rainha do Carnaval de Floriano 2010.

Cinco candidatas concorriam ao título de Rainha. Entre os homens, três rapazes disputaram a corôa. Uma comissão julgadora formada por profissionais de diversas categorias, além do Rei e da Rainha do carnaval do ano passado, escolheu a dupla Vaueny e Marcelo. Os dois foram premiados cada um com a importância de 500 reais.

No mesmo evento, que simboliza o lançamento oficial do carnaval 2010, as Escolas e Blocos de Floriano apresentaram seus sambas enredo. ( fonte: www.noticiasdefloriano.com.br )

1/22/2010

COMEMORAÇÃO

O municipio de Floriano vai sediar nessa sexta-feira, 22, um encontro de desportistas que culminará com a presença de mais de dez gestores municipais da região. O encontro é pelo cinqüentenário da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Piauí (APCDEP) e vem sendo organizado pelo representante da classe no município, Vicente Rodrigues (foto). O Presidente da Associação no Estado, Manoel Ramos, estará presente.

O líder esportista esteve na redação do Portal: ´Piauí Noticias` nessa quarta-feira, 20, e confirmou que estarão presentes prefeitos ou representantes dos municípios de Ribeiro Gonçalves, Amarante, Uruçuí, São Francisco do Piauí, Canavieira, Jerumenha, Guadalupe, Porto Alegre, Barão de Grajaú-MA, Rio Grande, Nazaré e Floriano.

Esses gestores, a maioria do Piauí, estarão sendo homenageados como incentivadores do esporte nos seus municípios. Outras homenagens ainda serão prestadas e entre os homenageados: Aderson Nogueira (Juiz de Direito), major Rubens Lopes (comandante do 3° BPM), dentre outros.

Representantes da Associação Brasileira dos Cronistas Esportivos (ABRACE), devem comparecer ao evento que será na sede do Sindicato dos Comerciários, centro, com início às 19:00h.( fonte: www.piauinoticias.com )

CARNAVAL 2010


O Bloco das Virgens de Floriano deve mais uma vez ser um grande sucesso de participação na festa de carnaval do município. A Confirmação é do coordenador do Bloco, o comerciante Zé Gatão (foto) que nessa quarta-feira, 20, numa declaração ao Portal: ´Piauí Notícias` disse que os procedimentos para a realização da festa de momo da turma carnavalesca, vem sendo preparada.

Segundo ele, mais uma vez um dos grandes momentos do bloco será o concurso de Miss Virgem que estará sendo realizado no mesmo dia da reunião do grupo, 13 de fevereiro. A premiação, declarou ele, será de R$ 300,00 para o vencedor do desfile da irreverência que estará ocorrendo durante a tarde de sábado.

Milhares de pessoas entre os participantes, familiares e amigos estão sendo aguardados para o momento. Finalizou, “Nesse dia, a movimentação dos foliões e simpatizantes do bloco das Virgens deve começar cedo”. O ano passado, um dos foliões do Bloco, conhecido por Jr. surpreendeu a todos. O vencedor do concurso das Virgens apareceu para desfile mostrando o bumbum e com apenas um tapa sexo nos órgãos genitais. O destaque de 2009 já confirmou participação mais uma vez no bloco. ( fonte: www.piauinoticias.com )

1/20/2010

MOCO - ANTES E DEPOIS


Falar em futebol piauiense, de prima, criatividade, piolho de bola, é falar do nosso eterno craque - RILMAR BARBOSA DE ARAÚJO, o famoso Mocó, florianense da gema; nasceu em 15.08.1957, levando o nome da nossa cidade para além das fronteiras: Teresina, São Luís, Belém e Santa Isabel, viram o que havia de mais refinado na arte da bola.
Casado com Euma Maria de Araújo Barbosa, seus filhos, sua inspiração e orgulho, o trio Iatagan (17 anos – zagueirão), Iatuana (15 anos) e Rilmar Júnior (12 anos). Filho de família humilde, mas de valores incontestáveis; seus pais, Otacílio Barbosa de Freitas e Maria José Araújo; seus irmãos, Luis Afonso Barbosa Araújo (Afonsinho), Gilberto Barbosa de Araújo e Iara Maria de Araújo Barbosa.
O futebol perdeu um grande craque, quando “Mocó” abandonou a carreira profissional com apenas 27 anos no Tiradentes de Teresina e não viu futuro no futebol profissional, mas comunidade ganhou, no entanto, um funcionário exemplar, criativo, educado e bem relacionado; ele é hoje Agente Administrativo da Agespisa, com passagens em várias cidades do interior, onde deixou sua marca de trabalho sério em parceria com a arte de fazer amizades que é o futebol.
Hoje, é estudante da Universidade Estadual do Piauí - UESPI, realizando o sonho de se formar em Administração de Empresas. Mocó morava na rua Padre Uchoa, próximo a vários campinhos de peladas, onde se formavam craques, tipo: Batatão (Ginásio Santa Teresinha), campinho de Xica Pereira, campo dos Artistas, estádio Mário Bezerra, quadra do Comércio Esporte Clube e outros.
Sua carreira futebolista cresceu em progressão geométrica; iniciou jogando no CRB - Clube de Regatas Brasil, 1970, Grêmio, 1972 e Ferroviário, 1975 e, aos 17 anos de idade, já era titular da Seleção Florianense de futebol de salão. Detalhe: era artilheiro nato em todos times que passava, um fenômeno, era espetáculo vê-lo jogar, criou seu próprio estilo, era dotado de todos os fundamentos no futebol (habilidade, chute certeiro com a bola parada ou aérea, visão de jogo, criatividade, deslocamento para receber a pelota, dribles curtos e desconcertantes, e diga-se de passagem, com a alegria em jogar, amava jogar; resumindo: era mesmo piolho de bola).
Em 1978, buscando novos horizontes e conhecimentos, transferiu-se para a capital piauiense, onde fora morar na Casa do Estudante e nos intervalos da escola ia treinar no River. O nosso saudosoTiberim (diretor de esporte do Piauí Esporte Clube à época), soube que Mocó estava em Teresina e marcou cerrado, não deu espaço, convidou o moço e o convenceu a ir jogar e morar na concentração do PEC. Ficara tudo acertado, à noite Tiberim o levaria para treinar na seleção piauiense de futsal, pois o time estava se preparando para jogar em São Luis-MA, com a seleção do Maranhão. No treino Mocó foi para o time reserva, começou o show de bola, aí não deu outra, o treinador logo percebeu que estava diante de um astro, de um artista da pelota, o colocou no time principal, foi só alegria, senão vejamos. Foram realizados dois jogos em São Luis, o primeiro Piauí 2 X 1 Maranhão, segundo Piauí 1 X 0 Maranhão, os três gols do selecionado piauiense foram marcados pelo craque Mocó. Os maranhenses ficaram boquiabertos, tamanho espetáculo proporcionado por aquele jovem de apenas 21anos, com 57 Kgs, endiabrado, com um tiro certeiro, jogadas mirabolantes, com variações jamais vistas, o assédio foi grande, para que sua transferência fosse concretizada para a capital maranhense.
Durante esse período Mocó jogava ao lado de feras: Emídio, Rato e Aníbal e o Piauí fora penta-campeão do campeonato de júnior de 1979; liderou a artilharia do campeonato piauiense de profissional no primeiro turno e parte do segundo, chegando no final como terceiro artilheiro. Recebeu o prêmio revelação do campeonato piauiense.
Em 1980, um integrante da diretoria do Isabelense do Pará veio contratar Maninho e Washington; entretanto, ao assistir o espetáculo proporcionado pelo craque Mocó, preferiu contratá-lo juntamente com Chicão. Logo no primeiro ano (1981), veio o retorno do investimento, o Isabelense da cidadede Santa Isabel- PA, chegou a final do campeonato paraense, fato inédito para o interior, nunca um time tinha chegado tão longe, o Isabelense tornou-se vice-campeão e Mocó mais uma vez conquistou o título de destaque do campeonato paraense.
Perguntado sobre em quem se inspirara no futebol, a resposta foi de prima: “inspirei-me no meu primeiro técnico, Alberino de Paula, (Seu Bero) e no ícone do futebol florianese, Antonio Luis Bolo Doce (in memorian), tanto em futsal quanto em campo”.
ALGUNS LANCES
Campeonato Paraense, estádio Mangueirão, tinindo de gente, 25.000 torcedores, pense numa zuada, o jogo foi todo especial, até o juiz era famoso, Dulcídio Wanderley Buschila; Reno (com jogadores famosos: Zé Mário, ex-Vasco, Afrânio e Peixoto, ex-Guarani), o escanteio cobrado pela direita, a bola quicou na marca do pênalti, dominei, dei um banho de cuia no zagueiro e bati sem pulo, estufando a rede (para visualizar melhor, foi igual ao gol que Roberto Dinamite do Vasco do Rio de Janeiro fez em cima do zagueiro Osmar do Botafogo do Rio), e foi o gol da vitória, Reno 2 X 3 Isabelense, desabafa com emoção o ex-craque florianense.
Outro jogo inesquecível, segundo Mocó, River 1 X 1 Piauí, estádio Albertão; bola cruzada pelo lateral Washington, a meio metro do chão, que peguei a bola de voleio, o goleiro ficou paradinho, paradinho e a rede estufada.
"Por último, estádio Tiberão, ainda com o piso de piçarra, o clássico entre os selecionados: Floriano X Amarante, Zé Ulisses cruzou da esquerda, matei no peito e peguei de prima no ângulo, onde a coruja dorme”, relata com saudade o grande artilheiro.
- E no futsal, qual o melhor time que você participou?
- Como é bom lembrar, era o time do Palácio dos Móveis: Careca, Mocó, Eloneide, Serjão e Ednaldo (Naldinho), era brincadeira, ganhamos tudo, fui artilheiro com 32 gols e Ednaldo vice com 28. Fui artilheiro de vários torneios de férias de futsal.
Como caso pitoresco, podemos relembrar, a propósito, que quando Mocó chegou no Piauí Esporte Clube, em Teresina, vindo da Casa do Estudante, era só o talo, mas ficou mal acostumado com a panelada do cardápio do clube, que de repente disparou a engordar.
Atualmente, Rilmar continua atuante, é treinador do Corisabbá, fazendo um trabalho de base, de conscientização dos atletas para o futuro e participa da organização do resgate do Futsal, torneio de férias na quadra da AABB.
Graças a Deus!
.............................................................................................
Colaboração: César Augusto

1/17/2010

CARNAVAL - 2010


As escolas de samba Mangueira e Mocidade já enviaram ofício à COEF - Coordenação de Eventos de Floriano comunicando que não desfilarão no carnaval 2010. As duas foram, respectivamente, a campeã e a vice-campeã do carnaval do ano passado.

O principal motivo alegado pela Escola de Samba Mangueira, segundo seus dirigente, foi o valor de contribuição do Município. A argumentação é de que o projeto da escola para o desfile está muito acima dos 15 mil reais oferecios.

Já a Escola de Samba Mocidade, do Bairro Caixa Dágua, o motivo alegado foi a falta de prestação de contas devidas dos valores repassados pelo Município no carnaval de 2009.

O valor do repasse do Município aos blocos, que têm estrutura menor que as escolas de samba, foi de R$ 7.500,00. ( www.noticiasdefloriano.com.br ).

JUBILEU DE OURO


Profissionais da comunicação de Floriano foram convocados esta semana para uma reunião na casa João XXIII (Diocese) onde a principal pauta foi voltada aos 50 anos de sacerdócio (jubileu de ouro) do bispo diocesana e líder da Igreja catolica no município, dom Augusto Alves da Rocha. A festa religiosa estará ocorrendo após o carnaval, em 20 de fevereiro.

A padre Cícero Moura uma das pessoas que está na coordenação da celebração de aniversário disse que o apoio da comunicação será importante para levar a comunidade às informações da festa e ao mesmo tempo, fazer com que os fiéis católicos possam estar rezando pela saúde do religioso.

Ainda segundo o padre Cícero, várias equipes estão trabalhando com os detalhes da programação desde setembro passado. Um dos focos é reunir grande numero de fiéis e para isso existem grupos de acolhida, da liturgia, para trabalhar o social e um da comunicação. Até a data de celebração, muitas questões ainda serão discutidas e a programação está em fase de encaminhamento. ( fonte: www.piauinoticias.com )


1/16/2010

DE VOLTA PARA O FUTURO


Estávamos recentemente na nossa grande Floriano, curtindo uma rápida folga durante o último reveillon, revisitando lugares e reencontrando vários amigos do passado.

Lamentavelmente, lá no restaurante Flutuante o Paraguassu disse que esse ano não deu para organizar o baile do Comércio Esporte Clube, tiveram que antecipar a festa devido a problemas de ordem técnica.

Observamos, também, que a nova sertã ainda tá muito longe de sua inauguração, problemas de cronogramas e outros fatores, de forma que aproveitamos para tirar fotos, conversar e promover reencontros.

Esperamos que para este novo ano que se inicia possamos conduzir numa boa essa transição, essa mudança que todos nós queremos para Floriano, a de que cidade precisa urgentemente mudar essa realidade que vive hoje.

Ainda há tempo de revivermos os bons tempos, mas com o nosso futuro bem planejado, tá certo?

1/14/2010

O CARNAVAL DE DEMERVAL NEIVA



DEMERVAL NEIVA - "Seu Dema" - O MAIOR FOLIÃO DE TODOS OS TEMPOS!

Resgate do carnaval da Princesa!

Demerval Neiva de Sousa ( In Memorian ), filho de Antonio Neiva de Souza e de Maria Mendes Soares, nasceu em Nova Iorque-MA, em 17 de abril de 1914. Naquela época a navegação fluvial era o único meio de transporte. Aos 11 anos de idade deixou sua terra natal e veio residir em Floriano com a finalidade estudar e trabalhar.

Desde criança / adolescente já evidenciava o guerreiro lutador e ousado que veria ser no futuro. No ano de 1938 encontrou a jovem bonita, Luiza Siqueira ( Beijinha ) com quem casou-se. Foi uma união de muitos anos de felicidade.

Do enlace tiveram 6 filhos: Antonio Neiva, Lélia, Carlota, Maria, Luiza Maria, Robson e Demerval Filho. Os filhos lhe deram 19 netos e 13 bisnetos. Deixou uma família unida ao longos dos seus 86 anos.Considerou a cidade de Floriano, a sua terra natal, nela conquistou grandes amizades, fazendo parte da grande sociedade florianense. Sempre foi uma pessoa alegre e comunicativa.

VEREADOR POR TRÊS MANDATOS

Como político, foi eleito para 3 mandatos de vereador, nas gestões dos prefeitos: Dr. Sebastião Martins e Tibério Barbosa Nunes(duas vezes). Atuou na área do comércio, chegou a ser presidente da Associação Comercial Sul do Piauí – 1937 a 1938.

CARNAVAL UMA PAIXÃO!

O carnaval para Demerval Neiva, era considerado a diversão de sua preferência. Desde jovem até a idade adulta participava de forma ativa, sendo considerado pelos florianenses um carnavalesco animadíssimo e muito feliz.

FOLIÃO DE RUA E DE SALÃO

Participou dos blocos de rua e de salão no Floriano Clube e Comércio Esporte Clube com a mesma desenvoltura e resistência invejável, com um detalhe se tivesse bloco ele brincava e sem bloco também, um fenômeno da animação, por isso tinha o eterno título de “O FOLIÃO Nº 1”. Um espetáculo à parte!

LATINHA DE CERVEJA E UM PAUZINHO – SUA MARCA REGISTRADA!

Usava uma lata de cerveja (vazia) na qual batia um pauzinho. Esse era o seu instrumento. Batia na lata e cantava a música “A Capital do Equador é Sempre Quito”.

UNIFORME PREDILETO

Outra marca registrada dele era o sapato preto e as meias que usava no meio da canela e o apelido que todos adoravam pronunciar: "SEU DEMA" Colaboração: Sgtº HÉLIO

SEU ÚLTIMO CARNAVAL!

No último carnaval que brincou, no ano de 1998, usou uma camisa com o slogan “ADEUS CARNAVAL”. Essa camisa foi idealizada e pintada por sua querida filha Lélia Neiva, que continua, no carnaval, sambando, vibrando substituindo o seu pai, o velho guerreiro!
Colaboração:

Jany Neiva – ( nora Demerval Neiva ) e esposa de Antonio Neiva Lélia Neiva – Filha de Demerval Neiva; Demerval Neiva Neto – “Beterraba” – Neto de Demerval Neiva; Francisco Neiva - "XICO PIPIRA" - Neto de Demerval Neiva.

Fonte:
www.florianoemdia.com

INFLUÊNCIA ÁRABE É DESTAQUE NO SISTEMA MEIO NORTE


Profissionais do Sistema Meio Norte de Comunicação estiveram em Floriano na última semana para fazer matérias para a série "Novo Piaui".

Uma das reportagens mostrou para todo o Estado a extensão da influência árabe. Segue abaixo, matéria do jornalista Efrém Ribeiro que está no site meionorte.com. O título é "ÁRABES DE FLORIANO FORAM OS PRIMEIROS A VENDER NO CREDIÁRIO NO PIAUÍ"

"Os árabes chegaram a Floriano, cidade ao sul de Teresina, em duas grandes levas, em 1889, e em 1945, no período entre a 1a- e 2a- Guerras Mundiais, e influenciaram no comércio, na arquitetura e nos costumes da região. Os casarões de Salomão Mazuad, de Calixcto Lobo, pai do ex-senador João Lobo, das famílias Demes e Atem, no centro histórico de Floriano mostram essa influência.

O cirurgião-dentista Salomão Cury-Rad, que está escrevendo o livro "Esfirra com Cajuína", sobre episódios do folclore árabe, disse que nos casarões e sobrados existem arabescos, arcos de topo, sobrados, edificações e portais.

Mas foi no comércio que essa influência foi mais forte. Os árabes foram os primeiros a vender a crédito e a comercializar seus produtos para o cliente pagar depois de um ano.

"Inventaram um sistema de clientes no freguês, a tratar bem o freguês", afirmou Salomão Cury-Rad. O professor de Química da Universidade Federal do Piauí e historiador, autor da tese de mestrado "O Encontro com o Outro: os árabes em Floriano"", defendida na Universidade Federal do Ceará (UFCE), Oscar Siqueira Procópio, vice-prefeito do município, diz que no início os árabes encontraram dificuldades de adaptação por causa da língua e , por causa do sucesso nos negócios, chegaram a ser expulsos da cidade e foram para a cidade de Barão de Grajaú, no Maranhão.

Barão de Grajaú é uma cidade vizinha a Floriano, separada apenas pelo rio Parnaíba. Pouco depois, os árabes voltaram para Floriano.

A empresária Alda Oka Kreit, de 78 anos, conta que tinha 15 anos quando chegou no Brasil, na cidade de Quixadá, no Ceará, e veio de Cabab, na Síria. Ela mostra que com os 7 anos foi tatuada no punho direito e nos dedos da mão esquerda. São tatuagens culturais, que ela nunca soube o significado.

Ela lembra que com o marido, o empresário David Kreit, tinham duas lojas, onde vendiam seda da China, porcelana e tecidos importados da Inglaterra. O casal tinha uma loja de ferragens para vender equipamentos que os piauienses da região precisavam para seu cotidiano e lavouras.

"Os lavradores vinham de vários municípios da região, vendiam o milho, o feijão e a farinha e compravam os produtos em nossas lojas", falou Alda Oka Kreit, que diz ter casado por conveniência com David Kreit porque era um patrício, um árabe. "Mas foi uma vida de muito amor. Era um cidadão importante, digno e honesto. Foram 44 anos de sacamento, que só acabou quando fiquei viúva", falou Alda Oka Kreit.

Fonte: Meio Norte.com/www.noticiasdefloriano.com.br

1/12/2010

DECISÃO



Certa vez disputavam a taça de futebol de poeira, durante as competições da Semana do Esporte de Floriano de 1971 o Colégio Estadual contra o Colégio Industrial. Eram as duas maiores agremiações da modalidade à época.

Professor Abdoral comandava com maestria os seus mucurebas do Estadual, de forma que todos acreditavam numa grande vitória.Já o Industrial, liderado por Nonatinho ( sexto agachado na foto ) contava, também, com a atitude de seus comandados para uma vitória incontestável.

Aquela saudosa decisão no estádio Mário Bezerra chamou a atenção dos florianenses. Estádio lotadíssimo. Jogo nervoso e, acima de tudo, acirrado. Pau a pau. Tiveram que ir para a prorrogação, depois do empate durante os noventa minutos.

Num belo lançamento de Amaral, Nonatinho aproveita-se de sua velocidade e de sua sorte e toca na saída do goleiro Evandro, estabelecendo, desta forma, a vitória do time do Industrial, sagrando-se o campeão do torneio.

Nonatinho fora levado aos braços pelos torcedores numa vibração hilária.

POLÍTICO FICHA LIMPA

Muitos avanços políticos no Brasil foram resultados da mobilização social. As conquistas populares, em todos os tempos, ajudaram a tornar o país mais democrático, justo e com igualdade de oportunidades. Um exemplo contemporâneo foi a promulgação da Constituição Federal de 1988, que ampliou os direitos do cidadão. Nesta mesma Lei estão, também, os mecanismos para construção de uma prática política mais ética e legítima. Contudo, ainda assistimos a uma escalada crescente de corrupção eleitoral e desvio de conduta nas ditas autoridades públicas. Mas, a sociedade não desiste e cria situações para aprimorar a fiscalização das suas instituições.

Neste sentido, desde abril de 2008, foi lançada uma campanha pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) com o objetivo de colher assinaturas dos brasileiros, para referendar o Projeto de Lei Ficha Limpa, constituído a partir de iniciativa popular. Esta legislação visa impedir o registro de candidatos condenados ou com denúncias tramitando por algum tribunal, motivadas pela prática de crimes graves como: desvio de verba pública, compra de voto, uso eleitoral da máquina administrativa, racismo, homicídio e outras violações.

Também, parlamentares que renunciaram ao cargo, como manobra para evitar processo de cassação. A iniciativa popular defende que o tempo de inelegibilidade dos culpados passe para oito anos e os processos judiciais sobre abuso de poder nas eleições sejam executados com efetiva rapidez.

Para encaminhar este desejo popular foi entregue a Câmara dos Deputados, no dia 29 de setembro¸ 1 milhão e 300 mil assinaturas de brasileiros e protocolado o PLP 518/09. Esta proposição precisa ser aprovada no Congresso Nacional para se tornar Lei.

De acordo com o MCCE, esta Campanha “surgiu de uma necessidade expressa na própria Constituição Federal de 1988, que determina a inclusão de novos critérios de inelegibilidades, considerando a vida pregressa dos candidatos. Assim, quando aprovado, o Projeto de Lei vai alterar a Lei Complementar das Inelegibilidades nº 64, de 18 de maio de 1990.

Juristas renomados como Hélio Bicudo, Aristides Junqueira e Fábio Konder Comparato defendem a constitucionalidade da futura Lei e assinam carta aberta com a seguinte afirmação: “...o princípio da presunção de inocência, também sediado na Constituição, estaria a impedir que condenações não transitadas em julgados viessem a infirmar a elegibilidade de alguém. Essa alegação é destituída de fundamentação jurídica, pois se volta apenas a impedir a aplicação imediata das sanções de natureza penal. E inelegibilidade não é pena, mas medida preventiva”.
No portal do MCCE existe mais informação sobre o andamento do PLP Ficha Limpa. Consta lá que, durante a coleta de assinaturas, somente 19.345 piauienses contribuíram para a campanha. Outro detalhe é que nenhum deputado federal da bancada do Piauí manifestou apoio ao Projeto de Lei Ficha Limpa.

O PLP 518 está no Congresso há mais de dois meses e não foi colocado na pauta de 2009 por falta de interesse dos líderes partidários. Vamos aguardar para que durante 2010 a Câmara dos Deputados vote pela honestidade e a decência. Assim, são importantes as cobranças, recomendações, convencimentos e pedidos para que os deputados de cada estado votem pelo desejo popular. Tudo muito claro como o sol do meio-dia em Floriano.

Jalinson Rodrigues – jornalista (jalinson@ig.com.br / Fonte: www.noticiasdefloriano.com.br ).

1/08/2010

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

NENEM PREÁ - A MULHER DA FAMOSA PALMATÓRIA

Dona Iraídes lembra que quando estudava na escola de dona Neném Preá, na antiga Pedreira, não existia diferença entre alunos, não, podia ser rico ou pobre, errando todos, o corretivo era o mesmo.

Certa vez, por exemplo, finado Expedito Borges da Silva da rua do Amarante ( pense num cabra, some mais dez e multiplique por vinte ), aquele amigo nosso que trabalhou na TELEPISA, o cara era traquina demais em casa. Não havia como, senão, mandá-lo pra Neném Preá:

- Dona Neném, Expeditinho anda fazendo má criação em casa, não agüentamos mais; portanto, viemos pedir a sua ajuda.

Dona Neném só escutando e quando terminaram, disse:

- Tragam o menino aqui que eu dou um jeito nisso! Deixa ele comigo!

Falou dona Neném, literalmente.

Os pais de Expeditinho, felizes da vida, retornaram prá casa mas foram logo avisando:- Olhe, Expedito, meu filho, amanhã você vai estudar com a Professora Neném Preá.

Expeditinho, meio invocado e fobando, disse:

- Onde é que ela fica e a que horas que eu vou ter que ir?

– Amanhã cedo às sete horas no batente. Não pode faltar! Ta ouvindo?

Passados alguns dias, Expeditinho não agüentou e resolveu fugir. Dona Neném mandou seus dois auxiliares, marrudos, atrás de Expeditinho:

- Tragam esse menino aqui de volta! Já!

Os ajudantes saíram feito doidos em busca de Expeditinho e souberam da notícia, o menino traquina andava solto pelo Bosque, mas os caras tinham uma tarefa a cumprir e, chegando lá no Bosque, avistaram Expeditinho, que saiu correndo rumo ao Rio Parnaíba e o moleque ainda chegou a tirar uma “tainha” daquelas ( lembram? ), mas nadou pouco, pois os “os preassistas” o agarraram e o levaram de volta até Neném Preá que, educadamente, mandou que ele se sentasse para receber sua "devida" correção.

Nunca mais Expeditinho faltara uma aula sequer e se tornara um bom aluno.

Fonte: www.florianoemdia.com

1/06/2010

CARNAVAL 2010


Ocorreu na manhã desta última terça-feira (05/01) o pregão presencial para escolha da empresa que fará a ornamentação das ruas e avenidas de Floriano do Carnaval 2010.

Segundo o edital da licitação, a empresa a ser contratada deverá atender a vários requisitos expostos no edital, entre os quais não ter sócio ou dirigente servidor da administração pública municipal.

O valor estipulado da contratação é de R$ 75.000,00 (setenta e cinco mil reais) que serão pagos em 3 parcelas.

A ornamentação deverá estar de acordo com o tema proposto (Um Sonho de Carnaval) e cobrir os seguintes pontos:

1. Avenida Getúlio Vargas (da frente do prédio dos correios até a Rua João Luis Ferreira)
2. Avenida Esmaragdo de Freitas (Cais)
3. Entrada da cidade I (vinda de Teresina – Monumento de São Pedro de Alcântara)
4. Entrada da cidade II (vinda de Itaueira – Balão da TV Alvorada)
5. Entrada da cidade III (vinda de Jerumenha – Balão do Posto Trevo)
6. O palanque das autoridades e jurados instalado na praça Dr. Sebastião Martins

A ornamentação deverá ser concluída até o dia 05 de fevereiro de 2010. ( Fonte: www.noticiasdefloriano.com.br )

1/02/2010

ZUEGA BOM DE BOLA


Cracasso de bola. Em Floriano, Zuega jogara em vários times e destacou-se no Grêmio de Gaudino, ganhando vários campeonatos. Impressionados com o seu belo futebol, fora contratado pelos dirigentes da Capital piauiense, onde abafou em várias equipes.

Certa vez, já veterano, quando jogava em Teresina, Zuega arrebentava no jogo, jogando de tudo contra o Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo. Preocupadíssimo, o experiente técnico do alvi-verde do Parque Antáctica deu uma dura em seus comandados no intervalo da partida.

No segundo tempo, Zuega continuava com o seu show de bola. Vanderlei, a essa altura do campeonato, chamara alguns de seus dirigentes para sondarem de "quem se tratava, quem era aquele garoto que estava começando a crescer os cabelos".

- Que nada, professor! Já soubemos que esse daí é o vovô do time deles!
......................................................................................................
Na foto, Zuega ao lado de Zeca Futuca num desses carnavais de Floriano