10/02/2009

TIBERÃO DE AÇO


O ex-prefeito de Floriano, José Bruno dos Santos do antigo MDB, segundo ele, tinha por norma não assistir comícios de seus adversários, para não escutar a baixaria contra suas idéias, de forma que, certa vez, fazendo uma visita à Ibiapaba, estava acontecendo uma concentração da antiga ARENA e o doutor Tibério Barbosa Nunes, o famoso Tiberão de Aço, se fazia presente.


Zé Bruno, então, percebera que o prefeito Tibério estava desferindo-lhe algumas farpas, que ouvia através de um sistema de som, dentre as quais, Tibério Nunes desferia suas críticas duríssimas contra a oposição:


"anda por aí um sujeito fantasiado de negro. Tenham cuidado com ele. Que negro é esse, meus senhores, que calça sapatos de veludo, usa gravata italiana, camisa poliéster, terno branco de linho S-120 e desfila no salões do famoso Comércio Esporte Clube, o clube mais grã-fino da região? Isso não é negro: é um verdadeiro enrolão. Negro é o nosso Sadica, um dos jogadores mais importantes do Ferroviário Atlético Clube, que com os seus dribles sensacionais marca os seus gols e levanta a nossa torcida. Daí a minha recomendação: vamos eleger Nazareno Araújo, deputado estadual, advogado brilhante, filho da terra, homem da sociedade."


No entanto, o velho Bruno surpreendera a todos, com o seu carisma, ganhando as eleições daquele período romântico da política florianense.

Fonte: Crônicas para a história / José Bruno dos Santos

6 comentários:

José Alves Reis da Silva disse...

Brasília,DF, 02 de outubro de 2009

Meu caro JANCLERQUES. Na verdade, o amigo tem trazido às nossas saudosas lembranças, fatos históricos que nos fazem lembrar o final da Década de 1950 e início da de 1960. Não resta dúvidas que o nosso saudoso Dr. TIBÉRIO BARBOSA NUNES, o TIBERÃO DE AÇO, deixou relevantes serviços em toda nossa Cidade, como Médico, e como Prefeito, principalmente. Àquela época, EU o conhecia apenas de vista, pois era muito novo, mas a minha Família era muito amiga. Não menos importante, foi o nosso BRUNO DOS SANTOS, que ganhou as Eleições daquela época, derrotando o Dr. NAZARENO ARAÚJO, ainda hoje Advogado brilhante em todo o Piauí, profissional merecedor de toda nossa credibilidade. Ambos, o TIBERÃO DE AÇO, e o BRUNO DOS SANTOS, exerceram o Mandato máximo do Executivo Florianense e, guardadas as dificuldades políticas/partidárias de cada Mandato, deixaram feitos administrativos relevantes para a nossa COMUNIDADE. PARABÉNS PARA OS DOIS.
Abraços para todos os FLORIANENSES.
JOSÉ SILVA
BRASÍLIA - D F

Gilberto Lima disse...

Sem qualquer demérito ao saldoso Dr. Tibério Nunes, é bom lembrar que José Bruno dos Santos foi eleito vereador na Princesa do Sul por vários mandatos, sempre pela oposição.

Nas eleições municipais de 1970, Bruno foi eleito prefeito de Floriano, com o slogan "Bruno 70", refrão que contagiou o eleitorado, principalmente os mais jovens.

Registro que o seu companheiro de chapa foi o Sr.Haroldo de Castro, no cargo de vice prefeito, e, que naqueles tempos, também cumulava o exercício da Câmara Municipal.

O pleito foi disputadíssimo, mas no final, a vontade soberana do povo prevaleceu. Pena que a a "ditadura Militar" que governava o país na época, encurtara os mandatos dos chefes dos executivos municipais, pelo que Bruno dos Santos administrou a cidade somente dois anos.

Afetuosos abraços.

Gilberto de Moura Lima
São Luís-MA.

LIA SÁ disse...

puxa esse Tibério Nunes era muito preconceituoso,ele achava que negro só podia ser jogador de futebol?
Ah expressão triste "fantasiado de negro"puro racismo,talvez por isso seu candidato tenha perdido,a voz do povo é a voz de DEUS.

gilberto lima disse...

Amigo Janclerques.

Eu tenho uma etena gratidão pelo saldoso Dr. Tibério Barbosa Nunes.

Foi através do Dr. Tibério que consegui o meu primeiro emprego público como datilógrafo na secretaria de educação do Estado do Piauí, nos idos de 1974, onde permaneci por apenas 04 meses, para em seguida, ingressar na Telepisa, desta feita, na forma convencional, ou seja, meidante concurso público.

Naqueles tempos, falar em concurso público, para provimento de cargos na estrutura administrativa do Estado do Piauí era um sacrilégio, de maneiras que, quem não tivesse um "pistolão" dos bons, estava ferrado.

Assim, e tendo em vista que os meus pais, pessoas humildes e desprovidos de recursos, vendo as dificuldades do seu estimado filho, para prosseguir com os estudos na capital, a minha mãezinha, com a virtuosidade que lhe é peculiar, não teve dúvidas, escreveu uma cartinha ao Dr. Tibério, pedindo-lhe que me arranjasse um emprego, até porque, também sou filho de Deus.

Entregue a missiva ao destinatário, aberta e lida na minha presença, o Dr. Tibério, com àquele seu jeitão característico e fraternal, balbuciou algumas palavras, dando a idéia de que ficara consternado com a minha situação, para em seguida, de próprio punho, escrever um bilhete me recomendando ao professor Clementino Siqueira, e este, prontamente atendeu ao pleito.

Pronto, estava empregado como funcionário público do estado do Piauí, e, desse modo, comecei a progredir na vida, pois além de estudante, também trabalhava.

Como visto, eu não tenho nenhuma cerimônia de dizer que o inesquecível "Tiberão de Aço" foi o meu pistolão na obtenção do meu primeiro emprego, e como tal, muito importante na minha trajetória de vida, razão e motivo da gratidão.

Que o Dr. Tibério descanse em paz ao lado de Deus, todo poderoso.

Gilberto de Moura Lima.
São Luís - MA.

Chico Kangury - Teresina disse...

Janclerques,
A vida é assim, bela e admirável. Passo uns dias sem entrar no seu blog e quando volto, recebo um histórico da vida passada do cotidiano politico da minha querida e inesquecível Floriano a Rainha do Sul Piauiense. Parabens. Buscar o Dr. Tibério Barbosa Nunes, é mexer no passado dos Florianenses. Este ilustre politico foi sem sombra de dúvidas um grande lider comunitário, médico dos bons,comparavel à época a outro lider Dr. Sebastião Martins. Eles praticaram a medicina da família. A família do meu Pai, confiava ao Dr. Tibério como se fosse um Deus na Terra. A Família da Minha Mãe, prestava essa confiança ao dr. Sebastião Martins. Dois Grandes Médicos e lideres politicos, naquela época passada cuidaram muito bem da sociedade florianense, Assim como, Dr. Adelmar Pereira, Dr.Humberto Demes, Dr. Ariosto Martins e outros. O Politico Bruno dos Santos, chegou em Floriano e abraçou a oposição e empenhou-se em lutar e venceu. Fêz história em Floriano e prestou serviços à nossa comunidade e merece de todos nós o reconhecimento.
Deixo uma resenha politica daquela época para os saudosos, veja lá:
Campanha politica em floriano, para cargos majoritários, deputados e vereadores.
Candidatos UDN/coligados - chico reis,fauzer bucar, nazareno araújo, zé meireles, tiberão e chagas rodrigues (parnaíba e a Princesa do sul). Pois bem, em plena campanha, trouxeram de Timon - Ma, o zé Waquim, homem de estatura mediana, possuidor de um potente vozeirão, que circulava o dia todo em carro de som pelo centro de floriano e periferia,entoando o jingle da grande campanha, que fêz com que o garoto, chico kangury, gravasse na sua mente e ainda hoje o guarda, o qual dizia assim:
Tei-já, minha gente, tei-já, chegou a hora de se votar: Francisco Reis para Prefeito e para Vice o Fauzer Bucar; Deputado Nazareno o Chagas Governador,para Vice o Tibério, Zé Meireles Vereador, tei-já , minha gente, tei-já...Quando ele passava na minha rua, saia ao lado do carro de som, acompanhando. Tempo bom, tempos idos, que não voltam jamais, mas que é bom ser revivido. um Abração. Chico Kangury

leila maria reis disse...

Diante mão, meus parabéns por estar resgatando um belo e honrroso passa do da nossa querida princesa do sul.
Essa época dourada eu era criança, e lembro-me nitidamente dos comícios e passeatas da campanha do Sr. José BrunoX Dr. Tibério(o tostão contra o milhão) onde os eleitores desciam na rua da bandeira,com galhos de árvores e picolés de papelão balançando e gritando é o SETENTAO.Foi a campanha mais bonita que Floriano já teve.Lembro-me da música pois meu pai tinha 3 rurais e disponibilizou colocando som para campanha. O locutor de uma delas era Aldenio Nunes(funcionário do B.B na época)lembro-me da fraze que ele repetia É ISSO AÍ QUEM Ñ É BRAZA É SINZA E CINZA...JÁ ERAAA..Os adversários mandavam desligar as luzes da cidade nos grandiosos comícios do J.B, e o Aldenio gritava com seu vozerão,"a chuva cai, a luz apaga e povo ñ sai" o pova em baixo do palanque gritava como sapos..BRU...BRU...BRU..e qd o velho gerreiro pegava no microfone com todo seu dom de oratória respeitado até mesmo por os adversários o chão parecia tremer com as girandolas que na época era novidade, doadas por o Sr. Quincas pai do Mano.Foi a campanha das doações, todos davam sua parcela até mesmo os pobres compravam papel e confeccionavam picolés..uma coisa linda!!Ele foi eleito com 1.127 votos maioria expressiva na época em releção a quantidade de votantes.A música era essa:José Bruno é o prefeito..ÔÔÔ agora e o Haroldo colabora ÔÔ agora!!coitado do Tibério que agora se lastima..devolve o candidato que trouxe de Teresina Zé Bruno fica aquí ñ vai pra Araguaína ÔÔ..VITÓRIA (Musica de Nicolau Waquim..salvo engano)José Bruno até hoje continua nas mentes dos velhos jovens e crianças que participaram da mais bela campanha de Floriano..obrigada por o espaço permitido..um abraço a todos em especial a esse "heroi" que até hoje continua provocando a cultura na nossa cicade.. Leila Reis