9/12/2009

30 ANOS SEM O DJALMA


O tempo passa rápido demais e hoje fazem, exatos, 30 anos do falecimento do nosso primo Djalma Borges de Melo, filho de mestre Walter.

Morreu muito jovem ainda ( antes do combinado ), com apenas trinta anos de idade. Djalma já estava formado em Direito e trabalhava como assessor jurídico da CEMAR em São Luís na década de setenta.

Era brincalhão, costumava colocar apelidos engraçados na gente, gostava de futebol, cinema e de atualizar-se, lendo as principais revistas nacionais que circulavam por aqui naqueles tempos difíceis mas sonhadores.

Na foto acima, o Djalma é o que está sentado ao lado da nossa tia Maria Serva de melo nas calçadas de nossas residências na rua José Coriolano nos anos cinquenta.

Djalma nos deixou um legado diferenciado, de muita luta e disposição para o trabalho e sempre orientava aos mais jovens os caminhos bons que deveríamos seguir para vencer na vida com dignidade, humildade e paciência.

Nenhum comentário: