9/30/2009

CORI-SABBÁ ESTRÉIA COM DERROTA


Foto: ( ao lado, foto do Cori, quando o time tinha uma boa formação prata da casa na década de oitenta ).

No jogo que fechou a rodada de abertura da IV Copa Estado do Piauí, disputado na noite desta terça-feira (29), no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, em Teresina, o Flamengo aproveitou o fato de jogar dentro de casa e, mesmo sem o apoio da sua grande torcida, venceu a jovem equipe do Corisabbá por 2 a 1.

O Flamengo perdeu muitos gols no primeiro tempo, quando poderia até ir para o intervalo com um resultado tranquilo. Mas seus atacantes não estavam nada inspirados. E o goleiro Amorim também fez boas defesas. A única bola que ele não pegou - mas quase, pois ainda tocou nela - foi a do chute que Antonio Carlos acertou aos 20 minutos, abrindo a contagem para o Flamengo.

Se seus atacantes tivessem aproveitado a fragilidade da equipe de Floriano, que foi inteiramente dominada no primeiro tempo, o jovem atacante Jonierick poderia até se consagrar. Mas ainda foi o time visitante que por pouco não empata no finalzinho do primeiro tempo. No intervalo, só o Cori mexeu, com o técnico Mocó promovendo duas substituições.

Mas foi o Flamengo quem voltou disposto a definir a partida. E logo aos 3 minutos fez 2 a 0, através de Roni. A torcida do Flamengo que foi ao LM - pequena para quem foi campeão do Estado e busca o bi da Copa Piauí, esperou pela goleada, mas o jogo foi mudando sua história.

Até que o Corisabbá reduziu a diferença, num belo gol de Jader. Enquanto o Flamengo continuava perdendo oprtunidades muito boas, como a que o meia Niel desperdiçou. A presença da garotada de FLoriano e de jovens valores do Flamengo fez com que a partida continuasse movimentada até o final, o que deve ser a tônica desta Copa Piauí, que agora tem também o Flamengo como líder, ao lado de Picos e River, todos com 3 pontos ganhos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2x1 CORISABBÁ (IV Copa Estado do Piauí - Fase Classificatória - 1ª rodada); Data: 29/09/2009 (terça-feira à noite); Local: Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Antonio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Hélio Soares Freire.

Renda e público: não fornecidos.

Gols: Antonio Carlos 20 do 1º tempo; Roni 3 e Jader 24 do 2º.

Cartões amarelos: Alessandro, Igor (FLA) e Bruno (CORI).

Flamengo - Herivelton; Tote, Marcelão, Alessandro e Zuza (Igor); Binha, Luciano, Niel e Antonio Carlos (Joniel); Jonierick (Wenderson) e Roni. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Corisabbá - Amorim; Niel, Lira, Lenilson e Junior; Bibio, Pitbul (Pelezinho), Ítalo (Bibi) e Gilvan; Bruno (Gilvanzinho) e Jader. Técnico: Rilmar Barbosa (Mocó).

Fonte: Portal Acessepiaui, por Severino Filho


9/28/2009

MORREU ALBERTO SILVA



Morreu por volta das 2:00h da madrugada desta segunda-feira, 28, Alberto Tavares Silva, um dos maiores nomes da política do Piauí. O líder estava exercendo o cargo de deputado federal e presidia a executiva estadual do PMDB. Alberto foi governador do estado por duas vezes, além de senador. Sempre se destacou em número de votos, deixa milhares de eleitores de luto e de certa forma, o estado de luto. Alberto Silva havia sido internado por volta das 18:00h de domingo, 27, em um hospital de Brasília (DF), voltando a sentir fortes dores pulmonares.
Há algum tempo vinha cuidando da saúde, em situação delicada por conta da idade. Deixou de volta ao Piauí há quase dois anos, segundo ele mesmo informava em entrevistas por telefone, porque os médicos o proíbiam de viajar de avião.
Fora internado inúmeras outras vezes e não foram poucas as vezes que alguém da imprensa ´matava` Alberto Silva. O corpo de Alberto Silva será trazido para o Piauí ainda nesta segunda-feira, 28.
O corpo será velado na Assembleia Legislativa, em Teresina, e depois na Câmara Municipal de Parnaíba, cidade natal, onde o corpo vai ser enterrado. Prestes a completar 91 anos, no próximo dia 10 de novembro, nasceu em 1918. Era engenheiro civil e deixa um legado que entra para a história de desenvolvimento do estado. Filho de João Tavares da Silva e de Evangelina Rosa e Silva. O primeiro suplente da coligação, Themístocles Sampaio (PMDB), assume a cadeira deixada por Alberto Silva na Câmara Federal.

Fonte: 180graus.com

9/27/2009

TORNEIO DO CAMPO DOS ARTISTAS


Era ainda a época romântica de nosso futebol. Como sempre temos abordado, o campo dos artistas era o palco dos tradicionais campeonatos amadores de Floriano, o qual tinha como pano de fundo um frondoso cajueiro ( foto atual ao lado ), onde agrupavam-se atletas, cartolas, enfim, todos aqueles que de certa forma ajudavam ou atrapalhavam os espetáculos.Pois bem, chegara, então, o dia do torneio início daquela temporada, torneio esse que preambulava o campeonato principal.

Para a realização do evento, o Gusto, dono do Botafogo e seu presidente e, também, como membro da liga organizadora do campeonato, encomendara, ao seu Raimundo Beirão, renomado carpinteiro da cidade ( tratado carinhosamente ( ? ) pela sua digníssima esposa dona Joaquina, de Raimundo Beirada ), as traves que seriam postadas no estádio.

Como combinado, tudo foi feito. Confeccionados os arcos, foram estes cuidadosamente fincados nos extremos do campo, nos seus mínimos detalhes, como exigido nas regras do futebol.

O campo dos artistas estava uma beleza e o dia maravilhoso para a prática do futebol, dado que até São Pedro mandara uma boa rajada de chuva para sedimentar e esfriar o areião.

Dada a magnitude daquele belíssimo espetáculo de futebol, outro não poderia deixar de ser, o árbitro da partida, senão o grande Vicente Xeba.Tabela pronta, times equipados, disputariam a primeira partida o Santos de Cuia e o Botafogo de Gusto, sendo que todas as equipes, como Caiçara, Flamengo de Tiberinho, Ferroviário de Pedro Crente, Fluminense de Fabrício, São Paulo de Carlos Sá e outras já se encontravam equipadas e aquecidas para os embates.

Tudo bem, não fosse o incidente surgido naquela ocasião, em virtude de o dinheiro arrecadado pelo nosso amigo Gusto não ter sido suficiente para ocorrer como pagamento ao artífice Raimundo Beirão.

Ante esse fato, incontinenti, seu Beirão mandou arrancar as traves de volta, não obstante os apelos e as promessas de todos os que ali se encontravam de que a grana não demoraria.

Sem os travessões, restou aos cartolas a discussão sobre a realização ou não do torneio, muito embora soubessem que esta realização, em última instância, seria decidida pelo grande Xeba.

Assim sendo, dirigiram-se todos até o famoso rifirí, sendo que este, de dedo em riste, bradava:

- Num quero nem saber; num quero choro; vai ter jogo; faz as traves de talo de coco; num precisa travessão; num precisa dizer que gol só vale rasteiro!

Dito isso, apitando bem alto e forte, Vicente Xeba adentrou o campo numa corrida cadenciada, em marcha a ré, concitando com as mãos, alternadas, a entrada dos alvinegros ao centro do belo areial.

9/26/2009

FESTEJOS


Começou na manhã desta última sexta-feira, 25, em Floriano os festejos de São Francisco de Assis, com grande movimentação de fiéis na paróquia de Nossa Senhora das Graças na IIbiapaba. O Frade Franciscano, James Carneiro, recebeu centenas de pessoas no templo religioso que foram participar de uma confissão comunitária, em seguida um café da manhã.

Essas atividades marcaram a abertura das festividades religiosas que são em homenagem a São Francisco de Assis. O festejo irá se estender até o dia 4 de outubro, data em que milhões de fiéis em vários paises celebram o santo.

Carros de som e um foguetório anunciaram o inicio da alvorada na paróquia (foto). Durante as noites de orações, são aguardados em Floriano milhares de fiéis, muitos já compareceram na confissão comunitária dessa manhã usando marrom, que é uma tradição cultural religiosa para os devotos de São Francisco de Assis.

Fonte: www.piauinoticias.com


9/24/2009

SAUDADE DE DONA MATILDE


Depoimento

Caro Janclerques,

Pegando o gancho da notícia da Festa da Saudade, não pretendo comentar sobre a "festa".

Mas no momento a "Saudade" que sinto foi a deixada pelo falecimento da Senhora Matilde, esposa do Senhor José Bruno dos Santos.

Realmente, são lembranças deixadas pelo tempo e que com satisfação procuro revivê-las.

Tempos bons aqueles quando criança, na minha querida terrinha, este comentarista e seus amigos, dentre os quais, José Buraco, saboreávamos os deliciosos picolés no famoso "bar do Bruno" ( JOBRUSA ), onde éramos atendidos com a delicadeza e candura da Dona Matilde, que nos tratava como se filhos seus fôssemos.

Portanto, aproveito a oportunidade, para apresentar as minhas condolências aos familiares enlutados, e, em especial, ao colega Carlito, contemporâneo das brincadeiras e folguedos com este firmatário.

Gilberto de Moura Lima.
São Luís - MA.

9/23/2009

COMBUSTIVEL DO NOSSO DESENVOLVIMENTO



É bastante recorrente no desejo da população florianense que sejam criados mais empregos no município, para absorver a crescente mão-de-obra, principalmente entre os jovens. Neste debate, a industrialização, que gera trabalho em massa, sempre é citada como uma das soluções possíveis.

Eis que, no dia 4 de agosto de 2005, a empresa Brasil Ecodiesel, com incentivos federal, estadual e, também, municipal, inaugura sua primeira unidade no município de Floriano, no Piauí. O evento contou com as presenças do presidente da Republica, Luiz Inácio Lula da Silva, do governador do Estado, Wellington Dias, do então diretor-geral da Brasil Ecodiesel no Nordeste, Nelson José Cortez da Silveira, e do prefeito do município, Joel Rodrigues. Na solenidade, o presidente Lula afirmou que a usina de Floriano era a maior do Nordeste com expectativa de geração de muitos empregos. Na mesma linha de otimismo, o governador falou dos milhares de hectares de terras disponíveis para a plantação da mamona. Nas estatísticas, segundo a gerência da unidade da Brasil Ecodiesel em Floriano, a refinaria iniciaria com a capacidade produtiva de, aproximadamente, 90 mil litros de biodiesel por dia, extraídos de sementes oleaginosas, com a geração de 100 novos empregos diretos. Informou ainda que, no ciclo produtivo do biodiesel, entre 5 e 10 mil pessoas seriam ocupadas como mão-de-obra para a colheita da mamona.

Pelo que foi divulgado, tudo levava a crer que o município iniciaria um novo ciclo de desenvolvimento. Desta vez com larga escala de sucesso, pois seria produtor de combustível. Em algumas reportagens afirmaram que o mercado estava garantido. Inclusive, o governo francês iria comprar o nosso biodiesel, depois da exigência para que os ônibus de Paris circulem com 10% de energia renovável.

Porém, com quatro anos de atividades, o projeto do biodiesel entra em crise e a indústria de Floriano pode virar poeira. Todos os projetos de ampliação, as expectativas de crescimento econômico da região estão pendentes.

Inicialmente, a empresa Brasil Ecodiesel implantou a produção comunitária da mamona. O primeiro núcleo foi instalado no município de Canto do Buriti, há 180 km de Floriano, com mais de 500 famílias. A meta anunciada pela empresa foi o plantio de 130 mil hectares no Piauí. Ambientalistas afirmam que este projeto é um fracasso e as famílias estão vivendo da doação de cestas básicas. Acrescentam ainda que não prosperou o trabalho com a monocultura.

As explicações oficiais da Brasil Ecodiesel, publicadas no portal “biodieselbr.com” apontam que a companhia enfrenta crise financeira há mais de um ano. Com dificuldades, a empresa diminuiu as atividades de suas seis unidades e iniciou um programa de reajuste das finanças, que inclui renegociações dos débitos. O jornal Valor Econômico divulgou recentemente que a empresa será controlada pelos bancos credores, que vão converter as dívidas em capital.

Portanto, esta questão não se encerra no aspecto econômico. É necessário que as forças políticas desta região defendam a continuidade da produção de biodiesel. É de suma importância que os órgãos envolvidos com o fomento da industrialização, no Piauí e em Floriano, abram uma discussão acerca das ameaças de perderemos o combustível do nosso desenvolvimento.

Como a Brasil Ecodiesel recebeu incentivos das três esferas da receita pública, é oportuna a manifestação da população piauiense em defesa da indústria instalada no município de Floriano. Caso a Brasil Ecodiesel desista do negócio, outras empresas podem se interessar por este pólo, já iniciado, de produção de combustível. Precisamos conhecer e discutir o problema. Avante! O biodiesel é nosso.

Jalinson Rodrigues/www.noticiasdefloriano.com.br

FESTA DA SAUDADE


Os preparativos finais estão em andamento para promoção da festa dos anos 70, a ser realizada nos salões do Comércio Esporte Clube, no sábado, 26. Informações do organizador do evento, Ozires Freitas ( foto), confirmam que as mesas estão sendo vendidas e a procura tem sido de forma satisfatória.
A festa com gêneros musicais dos anos 60 e 70 tornou-se uma tradição em Floriano, e a cada ano vem se fortalecendo com o aumento no número de participantes.
Por telefone, o produtor da festa Ozires Freitas, disse ao Portal: ´Piauí Notícias`, que a banda “Flash Back” já está contratada e os artistas estão com um repertório afinado para apresentar ao público. A apresentação musical deve ter início após as 23horas

9/21/2009

RETRATOS



A foto revela Floriano dos anos quarenta. Um pouco do jeito antigo e um perfil de cinquenta anos atrás. Sem o movimento de hoje, as pessoas ainda seguiam pelo leito da rua e, aqui e ali, alguma bicicleta. Ao fundo, vê-se um ajuntmento de pessoas. Seria um domingo ou um feriado? Nota-se o detalhe da rua absolutamente limpa e, de um e do outro lado, a arborização com figueiras, formando uma alameda e um quadro de paisagem com verde.

Já se notavam os parfís da cidade. Do lado esquerdo, vemos o prédio que hoje é a Babylândia e a Tatiana Presentes. Até hopje ele conserva as linhas de outrora. Em frente do mesmo prédio ficava a Farmácia Sobral ( que não se vê na foto ).

Adiante está o prédio onde hoje funciona a Fazenda Estadual e, em frente, o Cine Natal, que não se vê. É o pó de formas que ainda guarda a singularidade do passado; é um pouco de saudade e lembranças, é o " Flagrantes de uma Cidade ". À época, já se chamava avenida Getúlio Vargas.

Fonte: Flagrantes de uma cidade / Luiz Paulo Lopes

9/20/2009

CÍÇO PINTOR


( Na foto ao lado, observamos o filho do senhor Lourenço, o Paulo; e o Cícero Filho, este filho de mestre Ciço Pintor )
.....................
Uma outra resenha engraçada em Floriano, que nos conta o folclore local, mas dizem que foi pura verdade, lembra o nosso amigo Gilberto Lima, dava conta de que havia na cidade, naqueles bons tempos, dois mestres do pincel, Zé Pintor e o seu irmão Cicero Pintor, dois magros na arte de pintar e desenhar.


O negócio é que certa vez, então, inspirado, seu Cícero Pintor dedicou-se a pintar, na parede externa da casa de seu Zezinho Rocha, na lateral da rua São João, um painel deverasmente incrível, nada mais na menos do que um desenho de um quarto de carneiro assado , desenho este totalmente personalizado, que despertou a atenção de todos que por ali passavam.

Comentava-se que o desenho ficou tão perfeito e simétrico, que não tinha um transeunte ali que não desse uma parada e uma olhada daquelas, pela força da sua realeza e pintura, deixando todo mundo numa fome danada.

Disseram, até, que uns cachorros vira latas da vizinhança dali, se estranharam e se enrolaram numa briga feia, avançando para cima do desenho do carneiro pintado pelo mestre Cíço Pintor.

Em tempo: Cícero Pintor, já falecido, deixou uma vasta fonte de trabalho na arte de pintar junto à comunidade florianense e sempre era respeitado por todos aqueles que o conheceram.

9/18/2009

MOCO PREPARA CORI - SABBÁ


A equipe do Corisabbá de Floriano vem realizando treinos visando a próxima temporada que é a Copa Piauí de Futebol. O florianense Rilmar Barbosa (Mocó/foto), Numa entrevista ao Portal: ´Piauí Noticias` disse que novas pessoas estão se integrando ao time e uma comissão técnica está formada. Ele destacou que Marla Ribeira está como preparadora física.

Mocó que volta a atuar como técnico da representação florianense disse que por falta de local para as atividades, o elenco vem treinando no campo do Floriano. Os treinos físicos estarão se estendendo até esse sábado, 19, quando haverá uma avaliação com bola.

Os coletivos devem se realizar a partir da próxima semana em um local ainda a ser definido. O treinador disse que precisa montar a equipe e o tempo está curto em relação ao início das partidas, e não esqueceu de falar sobre os recursos que são poucos. Ele fez um apelo para que todos os atletas convocados apareçam para que haja definição do plantel. Para Mocó, a Federação Piauiense de Futebol (FPF), está valorizando os jogadores de casa e essa, é uma oportunidade para uma renovação de jogadores no Cori.

Alguns jogadores do clube ´Atletas do Futuro` talvez possam fazer parte do elenco da equipe. Já houve contato com o professor Tony Ferreira, presidente dos Atletas.

Fonte: www.piauinoticias.com



9/17/2009

TÉCNICOS DESCOBREM CACHOEIRA DE 10 M EM FLORIANO



Foto: Marcelo Guimarães

Durante visita técnica ao interior de Floriano para estudo e planejamento de turismo rural, a coordenação regional da Piauí Turismo (Piemtur) e parceiros localizaram formação rochosa semelhante às existentes no Parque Nacional da Serra da Capivara, além de queda d’água com 10m de altura, com forte potencial turístico. A coordenadora regional, turismóloga Nara Aires, disse que o turismo rural é uma atividade que dá oportunidade de geração de emprego e renda, intercâmbio cultural e valorização da produção da agricultura familiar. O Projeto de Diagnóstico Rural como Atração Turística e Desenvolvimento Sustentável está sendo desenvolvido pela Coordenação Regional da Piemtur e Fundação Grintur, em parceria com o Projeto Áridas, Instituto Caipora, Diocese de Floriano, Secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural (SDR) e Rede Traf (Turismo e Agricultura Familiar).

O objetivo é a elaboração de diagnóstico para planejamento de ações que levem à atração de turistas, promovendo o desenvolvimento sustentável. Equipe dos órgãos envolvidos fez visita técnica à zona rural de Floriano no dia 15 deste mês, com apoio das comunidades rurais. Durante a visita, os profissionais descobriram valores turísticos na zona rural da região de Floriano, tais como formação rochosa e corredeiras, plantas e animais nativos e elementos da cultura regional. O trabalho de identificação de atrações turísticas na zona rural de Floriano começou no ano passado, com visita técnica ao Tabuleiro do Mato. Na ocasião, foi dado destaque à atividade do artesão Gilson Nonato, que faz trabalhos com galhos de árvores mortas e madeira, transformados em peças artesanais de grande valor artístico. Essa produção artística foi destaque em estande da Piemtur na Feira Regional da Pequena e Média Empresa (Fepeme), realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PI).

Queda d’água com 10m de altura


Já em 2008, o estudo começou no Povoado Manga e passou por várias localidades, objetivando a descoberta de valores culturais e turísticos inexplorados. "Na Região da Manga o destaque foi para uma belíssima cachoeira com queda d’água de 10m, formada pelo Riacho do Corrente. Há formações rochosas únicas, área arborizada, praias e areias brancas, de rara beleza natural", descreveu Nara Aires. No percurso, foram visitadas as comunidades Prensa, Brejo e Barra do Gurguéia. Foi também constatado um casarão de dois andares, em fase de acabamento, que pode ser adaptado para alojamento rural nas proximidades da Barra do Gurguéia. É onde o Rio Gurguéia deságua no Rio Parnaíba. "Este é um local adequado para acampamentos e trilhas ecológicas", recomendou. Segundo Nara Aires, no roteiro Prensa e Brejo há riachos preservados, uma escolinha rural, apriscos e casas das comunidades rurais. Em uma segunda etapa, a visita técnica foi direcionada ao Assentamento Bom Sucesso, a 27Km da sede do município e a 3Km da comunidade Vereda Grande. O assentamento tem 60 moradores e 15 casas, fruto do trabalho coordenado pela Associação de Moradores em parceria com os governos Estadual e Federal e verbas do Crédito Fundiário.

Almoço típico


A equipe de técnicos foi recebida pelos moradores com almoço típico, que teve galinha caipira, arroz, feijão, farofa, salada e leitão assado. Na ocasião, Nara Aires ministrou palestra com painéis educativos e distribuição de folhetos e cartões postais. Depois, foi feita caminhada com participação dos moradores, que indicaram atrações com forte potencial turístico. Dentre as atrações, o grupo destacou a fauna e a flora bastante preservados. Chamou atenção a flora, composta de vegetação exótica, formada por cactos, pente-de-macaco, croatá, palmas, mandacaru, carnaúba, babaçu e bromélias. Foram também visitadas plantações de milho, feijão e caju. A Barragem do Rio Itaueira, construída por volta de 1950, chamou atenção dos técnicos. Fica no Assentamento Bom Sucesso, a 30Km de Floriano. Outra descoberta de destaque foi uma pedra com cerca de 5m de altura, semelhante às formações rochosas encontradas em Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, e Sete Cidades de Pedra, em Piracuruca.

Criação de demanda turística rural


O roteiro da visita técnica contou com a participação do repórter Renato Costa (o Amarelinho), da Rádio Difusora de Floriano, do técnico agrícola e assessor do Projeto Áridas, Edvaldo Costa, José Antônio de Carvalho, representante do Projeto de Desenvolvimento Integrado da Diocese de Floriano, e do Portal Notícias de Floriano com cobertura fotográfica de Marcelo Guimarães. Nara Aires, que participou da equipe, ficou satisfeita com o resultado e disse que a visita poderá originar uma grande demanda turística na região após um trabalho planejado. Ela disse que o foco principal foi o acesso das comunidades rurais aos benefícios do turismo. O projeto também permitiu avaliação e planejamento a respeito de cada área visitada. "O turismo rural se mostra como mais uma fonte de sobrevivência no campo, dando oportunidade de geração de emprego e renda, intercâmbio cultural, valorização da produção da agricultura familiar, fomento de ações de melhoria da infra-estrutura local e impactos positivos na auto-estima dos moradores, além de proporcionar fixação do homem no campo, evitando o êxodo rural", avaliou.

Fonte: portalaz.com

PALMEIRAS DA SAMBAIBA



Conseguimos encontrar essa relíquia ( foto ), por acaso, quando abordamos o nosso amigo Zé Borges, que guarda essa imagem com muito carinho.

Trata-se do time do Palmeiras do bairro Sambaíba, formação do ano de 1971. A equipe, fundada por Chico Borges e Pedro Evaldo ( irmão do locutor Pedro Alcântara, ) batia todos os adversários à época, ganhando várias taças.

A grande maioria dos jogadores do Palmeiras, com o tempo, foram indo jogar na equipe do Grêmio do técnico Galdino, como os piolhos Jerumenha, Mineiro, Mocó, Ciço e outras feras.

Na foto acima, reconhecemos os piolhos de bola Chico Borges, Pedro Evaldo, Mocó, Jerumenha, Biro-Biro ( irmão de Mineiro ), Zeca Futuca, Loiola e outros impressionados por futebol.

A equipe, por volta do ano de 1975, parou suas atividades, mas deixou uma marca na atitude daqueles que trabalhavam com amor ao nosso esporte.

ZÉ BURACO - ORIGEM DO APELIDO



Depoimento de Marcelo Brandão

Esse é o Clube de Regatas Brasil, o ano era 1973, eu tinha 8 anos; nessa época, eu não estava presente nesse evento esportivo de grande magnitude, mas achei a foto interessante, pelo fato de reconhecer vários atletas, como o meu amigo Mocó, Eloneide, Zé Buraco, Nonatinho, e em especial as crianças ( Gandulas) : Gerardinho e o meu irmão César, que com certeza, estavam aí, levados por Nonatinho.

Mas, tem uma história interessante sobre o nosso amigo Zé Buraco (José Afonso Amorim), que diz respeito à origem do apelido dele. Contam que ele arrumou uma confusão daquelas e o seu oponente queria brigar com o Zé, naquela época a molecada fazia uma roda e deixava os dois no meio.

Zé buraco, meio veaco, exaltou: " sai do meio, abre o buraco, abre o buraco, que aora eu vou dar nesse cara... "; esperto que só, Zé Buraco ganhou tempo e saiu em disparada, na "tubada" rumo a sua casa. Quiá, quiá, quia!...
...
Escalação do time do Brasil na foto acima: Antonio, Mineiro. Ubaldo, Almir, Almeida, Adriano, Humberto, Severino, Pedro Evaldo, Neto Camarço e Milton Sá; Zé Buraco, Geraldo, Eloneide, Vieira, Maioba, Carlito, Mocó, Zé Pirigo, Nonatinho e os mascotes Serginho, Gerardinho e Bob Moore. ( Data: 4 de abril de 1973 ).

Fonte: Blog do Marcelo Brandão

TONTONHO E ROBERTO DINAMITE



FLORIANENSE ENCONTRA-SE COM ROBERTO DINAMITE NO RIO DE JANEIRO

Carlos Antônio Teles Correia, nascido no Crato-CE, mas florianense por opção, esteve no Rio de Janeiro no início deste mês e conseguiu realizar um sonho antigo: encontrar-se com um dos maiores ídolos do futebol brasileiro Roberto Dinamite.

Há cerca de 2 meses, Carlos Antonio (Tontonho) promoveu uma grande festa em comemoração aos seus 2 mil gols em peladas em Floriano.

O DVD da festa foi entregue a Roberto Dinamite."Tive uma grande sorte. Como vascaino apaixonado, fui visitar São Januário, no Rio de Janeiro.

Na sede do clube, soube que o atual presidente, Roberto Dinamite, estava com sua família naquele local. E só saí de lá quando consegui registrar o encontro com o ídolo vascaíno" afirmou Tontonho, acrescentando que ficou impressionado com a receptividade do ídolo.
Fonte: Blog do Marcelo Brandão

9/16/2009

RETRATOS



Isso daí foi um reencontro que fizemos durante um reveillon de Floriano, quando conseguimos reunir uma turma boa na residência da nossa amiga e professora Aninha, na rua Defala Attem.

Reunidos todos, as resenhas começaram a sair, conversas, lembranças e uma volta ao passado glorioso que vivíamos em Floriano.

Marcaram presença o Agnia, Pauloinho, Puluca, Genivaldo, Gerardinho, Marcelo, Chiquim, Ana Teresa, Astrobaldo, Genisson, Nonatinho, Cenira, Fátima e outras feras, apreciando as belas canções da velha guarda, numa descontração cerrada com vinhos, cervejas e outras cachaças.

Nos próximos anos, todavia, pretendemos sempre reunir mais amigos e nos reencontrar com o passado, o presente e o futuro de nossas tradições.

9/15/2009

RESTAURANTE O DJALMA




O restaurante o Djalma, no Cais de Beira-rio a margem do rio Parnaíba em Floriano, um dos locais que era tido como grande ponto de encontro dos florianenses e que passou fechado por um tempo, está reaberto. O local passou por reforma e está em funcionamento desde agosto passado.

De acordo com Régis Barros, um dos familiares da nova proprietária Perpétua Barros, que trabalhou por muitos anos com o antigo dono, o restaurante já funciona com pratos típicos do município e região: Galinha Caipira, Carne de Sol, Filé a cavalo, panelada e outros. O local funciona por toda à noite a madrugada.

Fonte: www.piauinoticias.com