9/01/2008

CINE NATAL


Estamos observando ao lado duas fases do Cine Natal. A primeira, no final dos anos trinta e, a outra, na década de cinqüenta.

No meu tempo, nos anos sessenta, o nosso cine causava um frissom sensacional com as matinês. O troca – troca de gibis, os picolés do bar do Bento e as filas enormes disputando os melhores lugares.

O tempo passou, Floriano, agora, passando por uma transição sem igual e o Cine Natal se foi, não dava mais ibope. Hoje, só temos que recordar aqueles bons tempos.

Floriano, no entanto, atravessa uma fase nova, de esperança, mas é preciso estamos atentos a essas mudanças, sabermos fazer as cobranças e as autoridades mostrarem serviço, no sentido de melhorar e resgatar nossos valores em geral.

Nenhum comentário: