12/11/2007

RETRATOS


Vejam como é que era o tempo bom de nossa infância em Floriano, correndo, pulando e andando de monareta, a moda dos anos setenta, sem nenhuma preocupação.

As ruas ainda nos proporcionavam espaços para as brincadeiras, como futebol nas esquinas, triângulo, peteca, pião, mão no bolso, time de botão, colecionar carteiras de cigarro, álbum de figurinhas, papagaio e um bom banho de chuva, buscando as bicas mais atraentes.

Hoje, não há mais as brincadeiras de roda, os debates de esquina, chicote queimado, lacoxia, os saborosos quebra-queixo, alfinins, pirulitos, árvores para escalar e nem os surus bailam no céu; na verdade, estamos órfãos daquele vai-e-vem. A propósito, onde estarão, nesse momento, escondidos, os meninos de hoje?

Talvez numa sala de lan-house, buscando um novo game.

Nenhum comentário: