8/29/2007

CRUZEIRO


Estamos na altura do antigo beco das almas, ali, próximo ao Cruzeiro, mais especificamente apanhando a rua José Coriolano. Nesse exato cruzamento havia, também, um campinho de pelada nos anos sessenta, onde eram disputados vários torneios entre ruas.

Nessa esquina aí tinha um antigo oitizeiro, que dava sombra ao descanso dos peladeiros. A rua do Fogo e o time de Silva de dona Julita fizeram belas partidas e bastante acirradas. Lembramos de Tifi, Aerton, Jotinha, Leal, Valtinho, Ribinha, Cazuza, Dácio, Bá, Josair ( filho de seu Zé Bem ), Chiquinho de Turene, Danúnzio, Neguinho de dona Inésia, Adroaldo.

Essas lembranças nos vêm à tona de maneira nostálgica, porque aquela infância que tivemos fora revolucionária e havia uma empatia, um intercâmbio cultural fundamental para o desenvolvimento nosso no tocante ao aprendizado da vida.

Nenhum comentário: