6/15/2007

ODORICO


Ainda conservando suas características originais , o velho Colégio Odorico Castelo Branco ( foto ), tomada extraída no final dos anos setenta, nos transporta aos velhos tempos.

Atualmente, depois de uma completa reforma, o Odorico tem novo comando e soma subsídios para proporcionar uma educacional básica para os nossos jovens que, necessariamente, precisam de um futuro mais autêntico.

No passado, a gurizada andava sempre aprontando por lá, brincando: correndo de lambretas de tábua, empinando papagaio, correndo em cima do muro, jogando bola, time de botão, peteca, pião, triângulo, mão no bolso etc

Tudo isso na hora do recreio, quando formava-se uma grande fila para a merenda, o horário mais disputado. Cada qual, com seu “copão” na mão. Era um auê terrível.

E quando chegava o período da vacinação, era uma loucura. O Nosso amigo João Carvalho, filho de Joãozinho Guarda, dizia logo:

- Eu num vou tomar, não! Eu vou fugir, vou pular o muro!

Outra gozação, a propósito, era quando a professora dona Lourdinha Martins ia fazer a chamada. Quando chegava no número vinte e quatro, formava-se um silêncio geral na turma. A professora, olhando para a todos, exaltava:

- Número 24, Sebastião Rodrigues, faltou?

Que nada. O nosso amigo Sebastião ( irmão de Luis Orlando ), ficava puto na dele, carrancudo, calado, não respondia a chamada e todos caiam na gargalhada.

Nenhum comentário: