6/13/2007

FESTAS JUNINAS


Depoimento de Mª Beatriz Gadêlha Fontes Pereira
Pesquisa: Mª Umbelina Marçal Gadelha

A nossa turma ( foto ) também criou a Quadrilha dos Casados que começava com os ensaios em maio e iniciava oficialmente em 1º de junho. Éramos convidados para dançar, em várias casas de famílias de Floriano. Os convites eram tantos que havia noites em que dançávamos em 3 casas diferentes. Ofereciam-nos feijoada, paçoca, maria izabel, chá de burro, bolo de milho, pipoca, amendoim, churrasco e outras variadas guloseimas.

O encerramento das quadrilhas era no dia 2 de julho na Igreja de Nossa Senhora das Graças, no bairro Ibiapaba. Éramos convidados pelo frei Vicente para nos apresentarmos lá. Lembro-me que em 1972, eu estava no oitavo mês de gestação de meu segundo filho (Fernando) e fui a noiva da quadrilha. Brinquei pesada e muito animada, porém, no dia 2 de setembro Fernando nasceu, sadio e lindo pesando 4,100 kg. Formávamos um grupo muito unido. Naquela época poucas de nós trabalhávamos fora, e o dinheiro somente dos maridos não era muito, mas administrávamos bem, pois dava para tudo.

Com o passar dos tempos, os filhos foram chegando, e a necessidade de trabalharmos fora também. Alguns casais foram embora de Floriano, trabalhar em outras cidades, outros saíram para estudar, inclusive eu, que em 1977 fui fazer faculdade em Belém-PA. Quando voltei, tive que trabalhar 3 turnos, assim como a minha amiga e comadre Ivone Demes, ai acabou-se o “Clube dos Sete”, o “Bloco dos Casados” e a “Quadrilha dos Casais”.

Hoje só nos resta relembrar com alegria e saudade daquele tempo maravilhoso que marcou a nossa juventude.

Fonte: /www.acervo.floriano.pi.gov.br

Nenhum comentário: